Radio Calema
InicioAngolaPolíticaIrene Neto: Filha de Agostinho Neto nega intenção de se candidatar à...

Irene Neto: Filha de Agostinho Neto nega intenção de se candidatar à presidência do MPLA

A médica angolana, Irene Neto, membro do Comité Central e do Bureau Político do MPLA, e filha do primeiro presidente de Angola, António Agostinho Neto, diz não ser candidata ao próximo congresso do partido no poder, em resposta a informações postas a circular sobre uma eventual intenção de se candidatar ao cadeirão máximo do MPLA.

Irene Alexandra da Silva Neto, filha de António Agostinho Neto, primeiro Presidente de Angola, desmentiu as notícias, segundo as quais, estaria disposta a concorrer a presidência do MPLA, no congresso ordinário agendado para Dezembro deste ano, para “acabar com as políticas divisionistas, que destruíram a unidade interna e nacional.

Em exclusivo ao jornal Mercado, Irene Neto, que negou, em 2017, constar da lista de candidatos a deputados do MPLA para as eleições que elegeram o Presidente da República João Lourenço, negou ser verdade a informação avançada, na semana finda, pelo Site de notícias Club K, que apontou como fonte o porta-voz da Fundação Agostinho Neto, Artur Queiroz.

Em comunicado datado de hoje, 13 de Outubro, enviado ao Mercado, Irene Neto refere que “face a notícias vindas à público”, esclarece a opinião pública e a massa militante do seu partido que não fechou as portas ao convite para apresentar uma moção de estratégia e uma lista à liderança do MPLA, no próximo congresso.

A filha do primeiro presidente de Angola, que tem o marido, o empresário angolano Carlos de São Vicente, antigo presidente da empresa AAA, indiciado dos crimes de peculato, participação económica, tráfico de influência e branqueamento de capitais pela Procuradoria-Geral da República, em prisão preventiva no estabelecimento prisional de Viana, desde o mês de Setembro de 2020, afirmou que entendeu que devia reflectir sobre as hipóteses de se candidatar, mas clarificou que não é candidata à liderança do MPLA.

Contudo, adianta que neste momento, a única missão para a qual “estou disponível é provar a inocência do meu marido, Carlos de São Vicente, preso há mais de um ano em prisão preventiva, e lutar pela sua libertação”, numa alusão de que “em nenhuma circunstância podemos admitir que um inocente esteja preso”.

No comunicado, Irene Neto agradece os militantes, simpatizantes, angolanas e angolanos da sociedade civil que manifestaram apoio e confiança na sua pessoa, lê-se no documento citado pelo Mercado.

O empresário luso-angolano Carlos São Vicente está acusado de vários crimes, entre os quais fraude fiscal continuada durante cinco anos, com valores superiores a mil milhões de euros, segundo o despacho de acusação.
(DR)

Marido detido há mais de um ano
Entretanto, o Portal de Angola que Carlos de São Vicente tinha sido constituído arguido a 16 de Setembro de 2020, durante o primeiro interrogatório na Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal por suspeita de crimes de peculato e branqueamento de capitais.

O processo começou quando as autoridades judiciais da Suíça congelaram uma conta de São Vicente, no valor de 900 milhões de dólares, por suspeita de branqueamento de capital.

Em Angola, a PGR apreendeu vários bens do empresário angolano e também foram congeladas as contas da esposa Irene Neto, em Angola.
Ao mesmo tempo, as autoridades judiciais angolanas enviaram cartas rogatórias às suas congéneres de Portugal e Luxemburgo a pedir o congelamento das contas e bens da filha do antigo Presidente, Agostinho Neto.

Depois de uma reclamação enviada à ONU, os advogados de Carlos São Vicente apresentaram, em Abril de 2021, uma queixa contra Angola na Comissão Africana dos Direitos Humanos, situação que continua sem efeito, na medida em que a justiça angolana, prolongou por mais dois meses, “sem qualquer justificação”, a prisão preventiva do marido de Irene Neto, Carlos de São Vicente, cujo estado de saúde, de acordo com os advogados de defesa, se tem “agravado seriamente”.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.