Radio Calema
InicioDesportoFutebolGirabola 2021-2022: 'Festa do povo' arranca esta sexta-feira, dia 1 de Outubro

Girabola 2021-2022: ‘Festa do povo’ arranca esta sexta-feira, dia 1 de Outubro

A 44ª Edição do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, “Girabola” 2021-2022 , arranca esta sexta-feira, dia 1 de Outubro, com a presença de público nas arquibancadas na ordem dos 25% da lotação dos estádios, segundo a actualização do Decreto Presidencial sobre o Estado de Calamidade Pública.

O sorteio do Girabola 2021/2022 relegou o clássico do futebol nacional entre o 1º de Agosto e o Petro para a terceira jornada, numa prova que regista o regresso do Kabuscorp do Palanca, dois anos depois da sua suspensão por parte da Federação Angolana de Futebol devido a irregularidades no cumprimento de contratos com atletas e treinadores.

A formação do Palanca, campeã de 2013, recebe, no Estádio dos Coqueiros, o Sporting de Cabinda no primeiro dia da competição, já o Recreativo da Caála “baptiza”, na condição de anfitrião, o Sporting de Benguela, promovido este ano à primeira divisão no segundo dia da prova.

O cartaz da primeira jornada, que arranca nesta sexta-feira, às 15 horas, vai opor o Bravos do Maqui do Moxico – Wiliete de Benguela.
O Clube Desportivo da Lunda Sul vai medir forças com o Sagrada Esperança da Lunda Norte ao passo que o Desportivo da Huíla vai receber o Progresso do Sambizanga.

No sábado, os aficionados do desporto rei vão acompanhar, a partir das 17 horas, o Recreativo da Caála que recebe no seu reduto o Sporting de Benguela.

O Cuando Cubango FC, por sua vez, vai medir forças com o Petro de Luanda, o Recreativo do Libolo recebe o Interclube ao passo que o 1º de Agosto, que começam a prova em casa, recebe a Académica do Lobito.

O término do Girabola está marcado para o dia 10 de Abril de 2022.
De recordar que a primeira edição do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, aconteceu em 1979, tendo como primeiro vencedor do evento, o 1º de Agosto, que tem na sua galeria um total de 13 títulos, menos dois que o Petro de Luanda, com 15 troféus. Os petrolíferos são os únicos com cinco conquistas consecutivas, contra quatro dos militares.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.