Radio Calema
InicioMundoÁsiaFumio Kishida será o novo primeiro-ministro do Japão

Fumio Kishida será o novo primeiro-ministro do Japão

O Partido Liberal Democrático, no poder no Japão, nomeou internamente, esta quarta-feira, Fumio Kishida, ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, como o novo líder do partido. Esta eleição garante a Fumio Kishida o cargo de primeiro-ministro, a votação no parlamento está marcada para 4 de Outubro.

Fumio Kishida, ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, entre 2012 a 2017, foi eleito à segunda volta com a maioria dos votos, tendo garantido o cargo de primeiro-ministro do Japão, devido à maioria absoluta que dispõe o Partido Liberal Democrático na Câmara dos Deputados.

As 64 anos, Fumio Kishida, considerado como um moderado, obteve 257 votos na segunda volta das eleições internas do (direita conservadora), contra 170 votos obtidos por Tara Kono, 58 anos, uma das figuras políticas mais populares no arquipélago, depois de ter assumido a campanha de vacinação anti-Covid-19 no Japão.

As duas mulheres que se candidataram ao cargo, Sanea Takaichi e Seiko Noda, ficaram-se pela primeira volta da votação.

Kishida fez campanha pelo desarmamento nuclear

Fumio Kishida fez campanha pelo desarmamento nuclear mas, paradoxalmente, opôs-se ao tratado da ONU sobre a proibição de armas nucleares que o Japão, aliado dos Estados Unidos, ainda não ratificou. O novo líder do partido afirma que estará disponível para assinar o acordo no dia em que todas potências nucleares o fizerem.

Fumio Kishida é favorável à energia nuclear na matriz energética do país, apesar do acidente nuclear em Fukushima.

Homem de consenso, pouco carismático, o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros quer lutar contra as desigualdades sociais, a pobreza e a precariedade que aumentaram com a pandemia. Fumio Kishida insiste na necessidade de reestruturar a terceira maior economia do mundo para dar ao Japão os meios para se manter competitivo, apesar do envelhecimento acelerado da população.

Ele sucede Yoshihide Suga, muito impopular e criticado pela forma como lidou com a pandemia da Covid-19 e pela obsessão em realizar os Jogos Olímpicos de Tóquio, apesar da oposição da maioria dos japoneses.

Esta eleição para a liderança do partido garante a Fumio Kishida o cargo de primeiro-ministro, a votação no parlamento está marcada para 4 de Outubro.

FonteRFI

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.