Radio Calema
InicioAngolaSociedade"Altamente perigosos": Dois criminosos dos mais procurados em Luanda foram detidos no...

“Altamente perigosos”: Dois criminosos dos mais procurados em Luanda foram detidos no Cazenga

O Serviço de Investigação Criminal (SIC) deteve dois cidadãos “altamente perigosos” e que estavam entre os mais procurados pela polícia, naturais e residentes na província do Uíge, acusados uma abrangente organização de marginais em Luanda, responsáveis por assassinatos, roubos, vandalismo, violações e assaltos à mão armada em estabelecimentos comerciais, residências e na via pública.

O Novo Jornal soube de fonte do SIC-Cazenga, que os elementos desta organização criminosa “bastante violenta”, após diversos assaltos realizados em diversos pontos de Luanda, se refugiavam na província do Uíge para não serem capturados pelas autoridades.

Os criminosos, com 25 e 28 anos, soube hoje o Novo Jornal, foram detidos no final da semana passada.

Estes são conhecidos por Dilobra e Léo e foram detidos no âmbito do combate aos crimes violentos, no decurso da “Operação Cacimbo” e viram hoje ser-lhes aplicada a medida de coacção de prisão preventiva, a mais gravosa, aplicada pelo magistrado do Ministério Público (MP) junto do SIC-Cazenga.

Manuel Halaiwa, director do gabinete de comunicação institucional e imprensa do SIC-Geral, indicou que, com a detenção destes dois dos criminosos mais procurados de Luanda, vários assaltos em diversas zonas da cidade foram agora esclarecidos.

“O destaque recai para o recente roubo qualificado de 500 mil Kwanzas na via pública nas imediações do bairro do Palanca e dois roubos em residências no Cazenga, entre outros aos quais estão devidamente indiciados”, descreveu.

O oficial do SIC-Geral adiantou que em posse dos acusados foram encontrados duas armas de fogo, “sendo uma do tipo Kalashnikov de cano cortado e uma pistola de marca Star, com os números ilegíveis e uma motorizada que usavam nas suas acções ilícitas”.

Os detidos foram conduzidos para a cadeia da comarca de Viana, onde vão aguardar o julgamento em prisão preventiva.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.