Radio Calema
InicioAngolaPolíticaCNE aprova para proposta de actualização do Registo Eleitoral

CNE aprova para proposta de actualização do Registo Eleitoral

A Comissão Nacional Eleitoral aprovou, essa quarta-feira, em plenária, a primeira quinzena de Setembro a Março de 2022 como o período para a actualização do registo eleitoral presencial, proposto pelo Ministério da Administração do Território.

Esta informação foi avançada pelo porta-voz da Comissão Nacional Eleitoral, Lucas Quilunda, afirmando que a CNE recomendou a se ter em conta o período chuvoso, uma vez que a actividade se realizará nesta época, e o que se pretende é que esta actualização decorra sem quaisquer constrangimentos.

Lucas Quilunda informou ainda que o registo vai se realizar nas administrações municipais onde serão instalados balcões específicos para o atendimento dos cidadãos.

O plenário recomenda, por outro lado, que o processo seja acompanhado de uma ampla campanha de educação cívica de forma que os cidadãos ocorram massivamente aos postos de registo de modo a se alcançarem os objectivos preconizados.

Para o efeito a CNE aconselha ao uso de todos os meios disponíveis para uma divulgação condigna da acção.

O porta-voz da Comissão Nacional Eleitoral salientou que por imperativo da Lei o registo eleitoral presencial será supervisionado pela CNE, a qual posteriormente fará o pré-mapeamento das mesas de voto, garantindo que o órgão possui os recursos financeiros e humanos necessários para levar a cabo esta tarefa.

Porta-voz da CNE impedido de falar
De lembrar que o porta-voz da Comissão Nacional Eleitoral, foi impedido, na terça-feira, de prestar declarações aos jornalistas por alegada orientação do presidente daquele órgão, no final de uma reunião entre comissários eleitorais e o ministro da Administração do Território.

De acordo com o Novo Jornal, o presidente da CNE, Manuel Pereira da Silva, e os membros do plenário do órgão receberam na tarde desta terça-feira o ministro da Administração do Território angolano, Marcy Lopes, e a sua equipa para abordar questões relacionadas com a Lei do Registo Eleitoral.

Agendada inicialmente para as 10:30, a reunião foi remarcada para as 15:00 e, em nota de imprensa, o Centro de Documentação e Informação da CNE convidava os jornalistas para a cobertura do acto.

Jornalistas de distintos órgãos de comunicação marcaram presença na sede daquele órgão, localizado na avenida Amílcar Cabral, centro de Luanda, e aguardaram durante cerca de 90 minutos numa das salas do 8.º andar do edifício da sede da CNE.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.