Radio Calema
InicioAngolaSociedadePaís regista 102 mortes/mês por atropelamento o primeiro semestre

País regista 102 mortes/mês por atropelamento o primeiro semestre

Dados da Direcção de Trânsito e Segurança Rodoviária apontam para 1.238 mortos e 6.150 feridos, na sequência de pelo menos seis mil acidentes registados durante o primeiro semestre nas estradas do País.

Entre Janeiro e Junho deste ano, 1.238 pessoas morreram e 6.150 ficaram feridas, na sequência de 5.909 acidentes de viação, registados em todo o País, revelam os dados da Direcção de Trânsito e Segurança Rodoviária (DTSER) a que o Novo Jornal teve acesso. As informações da DTSER apontam para um aumento de 1.463 acidentes em relação ao mesmo período, em que foram notificados 4.446 ocorrências.

Do total de acidentes registados no primeiro semestre deste ano, os atropelamentos foram os mais mortais, com 611 vítimas, num total de 2.169 casos, seguindo-se-lhes as colisões entre automóveis e motociclos (245 mortos) e os capotamentos (149).

Cálculos do NJ dão conta que, no primeiro semestre deste ano, em média, mais de 361 pessoas foram atropeladas por mês, sendo que a média mensal de vítimas mortais está fixada em quase 102. Os números apontam ainda que, caso o segundo semestre mantenha a média do primeiro, as vítimas mortais por atropelamento neste ano poderão ser superiores à de 2020, quando se registaram, durante todo o ano, 929 casos.

A Província de Luanda lidera as estatísticas das vítimas mortais por atropelamento, com 286 casos, numa lista em que se seguem o Huambo (45 mortos) e a Huíla (38). Já as províncias do Moxico e Cunene, com 4 e 7, respectivamente, são as que menos registaram.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.