Radio Calema
InicioMundoÁsiaAeroporto de Cabul reabre e líderes mundiais tomam posição

Aeroporto de Cabul reabre e líderes mundiais tomam posição

O aeroporto da capital do Afeganistão reabriu na noite desta segunda-feira permitindo a partida de vários voos, incluindo um avião militar francês, numa altura que Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, defende a saída das tropas do país, mesmo com a tomada do poder pelos talibãs.

Após a invasão da pista do aeroporto de Cabul e vários acidentes onde muitas pessoas chegaram a cair dos aviões, vários voos saíram da capital do Afeganistão durante a noite, tornando possível a saída ordeira de afegãos e de diplomatas de diversas nacionalidades.

As operações estão a ser coordenadas pelos militares norte-americanos que ainda controlam o aeroporto, último bastião a cair nas mãos dos talibãs.

A primeira evacuação francesa após a chegada do grupo terrorista a Cabul aconteceu na noite desta segunda-feira, com um avião militar gaulês a transportar diplomatas e afegãos que trabalharam para a Embaixada de França até aos Emirados Árabes Unidos, sendo depois repatriados para a Europa.

Na noite de segunda-feira, vários líderes reagiram à rápida tomada do poder dos afegãos, incluindo o Presidente Joe Biden, numa das comunicações mais aguardadas dos últimos dias.

Segundo o Presidente norte-americano, após 20 anos, percebeu da pior forma que não há um bom momento para retirar as forças americanas daquele cenário, admitindo que os acontecimentos no Afeganistão ultrapassaram as forças americanas nos últimos dias.

Já Emmanuel Macron, Presidente francês, afirmou que o Afeganistão “não deve voltar a ser o santuário do terrorismo que já foi” e pediu uma resposta internacional “responsável e unida”.

A chanceler alemã, Angela Merkel, juntou também a sua voz contra a tomada de poder tendo referido ser um acontecimento “amargo, dramático e aterrador”, sublinhando que a missão das tropas aliadas internacionais no país “não foi tão bem sucedida” como se esperava nestes últimos 20 anos.

Neste regresso ao poder, os talibãs estão a tentar mostrar-se mais moderados, de forma a evitar o êxodo contínuo de milhares de afegãos que procuram refúgio nos países vizinhos.

FonteRFI

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.