Radio Calema
InicioAngolaSociedadeIncêndio no Bairro do Povoado destrói 144 casebres e deixa mais de...

Incêndio no Bairro do Povoado destrói 144 casebres e deixa mais de 500 famílias ao relento

Um incêndio de grandes proporções, no Bairro do Povoado, também conhecido como Cabo Ledo, no distrito urbano da Samba, município de Luanda, destruiu 144 casebres e deixou mais 500 famílias ao relento que pede o apoio do Governo Provincial de Luanda (GPL).

O Novo Jornal soube no local que vários responsáveis da administração da Samba e da Comissão Administrativa de Luanda já estiveram com as famílias sinistradas mas não houve promessa de realojamento, apesar de tomarem nota da situação.

O incêndio durou cinco horas e provocou a explosão de quatro botijas de gás de uso doméstico, mas felizmente não houve vítimas nem registo de pessoas feridas, soube o Novo Jornal no local.

Segundo a comissão de moradores, tudo aconteceu por volta das 22:00 desta quarta-feira, 28, quando um morador em estado de embriaguez adormeceu no seu casebre, deixando uma vela acesa junto a uma cortina, que se incendiou e deflagrou por outras residências.

Talita Miguel, coordenadora da comissão, contou que quando o pessoal deu conta do fogo, no primeiro casebre, já era tarde para controlar as chamas. “Como as casas são todas elas coladas, não se conseguiu controlar atendendo ao tipo de material dos casebres”, disse.

Segundo a coordenadora, o pior só não aconteceu porque houve a intervenção rápida dos moradores, que retiraram as botijas, e a pronta chegada ao local dos bombeiros que controlou o incêndio cinco horas depois.

“Felizmente não tivemos feridos nem mortes. Os bombeiros chegaram a tempo”, explicou. O administrador do distrito urbano da Samba, Gabriel Júnior, disse à imprensa que as famílias sinistradas serão acomodadas num outro local e que a comissão administrativa de Luanda, assim como o GPL, já trabalham para o efeito.

“Estamos a criar espaço, não aqui na Samba, mas no município de Belas, para poder acomodá-los”, salientou.

No Bairro do Povoado, na Samba, como constatou em Novembro do ano passado o Novo Jornal há oito anos que os moradores aguardam pelo realojamento prometido pelo GPL. Enquanto esperam, as mais de 600 famílias vivem em condições de miséria absoluta, sem saneamento básico, sem acesso à rede pública de energia eléctrica e sem fornecimento de água potável.

Lixo, cheiro nauseabundo e uma vala que também serve de casa de banho comum, são o dia-a-dia daquela população. O Povoado, também conhecido por Cabo Ledo, está localizado na zona costeira do morro da Samba, nas proximidades do Bairro da Coreia, na nova Marginal de Luanda, apesar de ser um único espaço, as desavenças entre os habitantes fizeram com que o bairro fosse dividido por uma pequena vala, que ambos os lados usam como casa de banho. É daí que vem o facto de o mesmo bairro ter dois nomes: Povoado e Cabo Ledo.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.