Radio Calema
InicioMundoNações Unidas ressaltam oportunidades para reverter situação de fome no mundo

Nações Unidas ressaltam oportunidades para reverter situação de fome no mundo

Na abertura da Pré-Cúpula para a Conferência dos Sistemas Alimentares, vice-secretária-geral destaca união em torno da ideia de que os alimentos podem ajudar a trazer soluções para o alcance dos ODSs; Roma abriga reunião de três dias; mais de 800 milhões no mundo estão famintos.

Começou segunda-feira,26, em Roma, na Itália, a Pré-Cúpula Alimentar da ONU, uma reunião de três dias que serve de preparação para a Conferência dos Sistemas Alimentares, que ocorrerá em Setembro, em Nova Iorque.

O secretário-geral da ONU gravou um vídeo que foi apresentado no encontro, onde afirmou que a “guerra contra a natureza inclui um sistema alimentar que gera um terço de todas as emissões de gases de efeito estufa”. António Guterres lembrou que esse mesmo sistema alimentar é “responsável por 80% das perdas de biodiversidade”.

A vice-secretária-geral da ONU está em Roma e discursou na abertura da Pré-Cúpula,  lembrando que os tempos atuais “são complexos e difíceis, com o mundo vivendo uma pandemia há longos 18 meses”.

Amina Mohammed encontrou-se com agricultoras em Roma Amina Mohammed encontrou-se com agricultoras em Roma (Foto: UN)

Fome Mundial  

Amina Mohammed destacou os impactos do coronavírus na segurança alimentar: actualmente, entre 720 e 811 milhões de pessoas no mundo passam fome. No ano passado, 2,37 biliões não tiveram acesso a alimentos adequados.

A vice-chefe da ONU lembrou também que 3 biliões de pessoas não têm dinheiro para comer de forma saudável. Amina disse se tratar de uma situação “inaceitável”, com o mundo falhando em garantir um direito humano fundamental – o acesso à comida.

Mas a vice-secretária-geral também enviou uma mensagem de esperança na Pré-Cúpula dos Sistemas Alimentares, ao afirmar que a pandemia está trazendo desafios e oportunidades.

 

Vice-chefe da ONU destacou potencial das comunidades indígenas
Vice-chefe da ONU destacou potencial das comunidades indígenas (FAOALC)

Agenda 2030 

Amina Mohammed destacou que com a liderança da ONU, 145 países estão a dialogar e já reconheceram “a natureza universal da Agenda 2030” e “o potencial poderoso dos sistemas alimentares para garantir progressos em todos os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs.

A vice-chefe das Nações Unidas disse haver mais liderança, pois todas as regiões já identificaram prioridades para cooperação e acção. Segundo ela, já foram enviadas mais de 2 mil sugestões para acção acelerada, incluindo a participação dos jovens e das comunidades indígenas.

União

Amina Mohammed afirmou que “apesar da pandemia ter causado distância física, este processo também uniu as pessoas, em torno da ideia simples de que os alimentos podem ajudar a criar soluções” para o alcance dos ODSs.

A vice-chefe da ONU destacou que “as pessoas estão a reconhecer que por meio da comida, é possível ver toda a relevância da Agenda 2030. E com isso, estão inspiradas a agir.”

Amina garantiu estar “cheia de esperança e energizada com a ambição” mostrada até agora. Mas é preciso fazer mais e a pré-cúpula é essencial para “fornecer uma direcção aos líderes” que estarão na Conferência dos Sistemas Alimentares, em Setembro.

3 bilhões no mundo não consegue comprar alimentos saudáveis 3 biliões no mundo não conseguem comprar alimentos saudáveis (Foto: FAO/ C. Marinheiro)

Transformação  

Ela lembrou que no encontro que segue até quarta-feira, em Roma, serão apresentadas acções de apoio aos países, para que a Agenda 2030 possa ser cumprida na totalidade.

A vice-secretária-geral lembrou não haver uma fórmula única: é preciso trabalhar país por país, comunidade por comunidade, para garantir o apoio a cada realidade”. Outro ponto importante é alimentar todas as pessoas do mundo, sem prejudicar o futuro do planeta.

Amina lembrou que a comida “nos une enquanto famílias, comunidades, culturas e humanidade”. Por isso, o sistema alimentar deve ser usado como motivo de união em torno da urgência e das ações necessárias para transformar o mundo até 2030.”

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.