InicioMundoÁfricaNigéria: O que o bilionário Mike Adenuga deve à França

Nigéria: O que o bilionário Mike Adenuga deve à França

O francófilo Mike Adenuga, o segundo homem mais rico da Nigéria, fala sobre parcerias com grupos franceses que, segundo ele, contribuíram para o sucesso do seu negócio.

“O nosso relacionamento com as empresas francesas é antigo e extremamente frutífero”, diz Mike Adenuga. Essa relação muito especial entre o empresário de Ibadan e da França teve início no início da década de 1990, após a descoberta pela Consolidated Oil (Conoil), de propriedade de Adenuga, de um campo de petróleo bruto no Estado de Ondo (sudoeste).

PERFIL

Michael Adeniyi Agbolade Ishola Adenuga Jr,  CSG GCON (nascido a 29 de Abril de 1953) é um empresário bilionário nigeriano e a terceira pessoa mais rica da África. A sua empresa GLOBALCOM é a segunda maior operadora de telecomunicações da Nigéria, com presença no Gana e no Benin.  Possui participações no Equitorial Trust Bank  e na empresa de exploração de petróleo Conoil (anteriormente Consolidated Oil Company). A Forbes estimou o seu património líquido em US $ 6,2 biliões em Maio de 2021.

O seu pai, o Olove Michael Agbolade Adenuga Sr, era professor, e a mãe, Omoba Juliana Oyindamola Adenuga (nascida em Onashile, de Okesopin, Ijebu Igbo), era empresária de ascendência real Ijebu.

Adenuga recebeu formação secundária no Ibadan Grammar School,  Ibadan, Estado de Oyo, Nigéria e Compreehensive High School, Alvyetoro,  para o seu certificado de Escola Superior (HSC). Ele trabalhou como motorista de táxi para ajudar a financiar a sua educação universitária. Formou-se na Northwestern Oklahoma State University e na Pace University, de Nova York, com graduação em Administração de Empresas. (Dados Wikipedia)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.