InicioCulturaCinemaMini série Makongo de volta às telas pelas mãos da Xtagiarious Finance

Mini série Makongo de volta às telas pelas mãos da Xtagiarious Finance

O anfiteatro do Arquivo Nacional foi pequeno para albergar a ante-estreia da mini serie Makongo que ressurge pelas mãos da empresa Xtagiarious Finance cujo patrocínio foi vital para a mini série Makongo.

Mwana Mazanga

Com as medidas de biossegurança em conformidade, a moderação esteve a cargo do Jornalista e actor Borges Makula, seguindo-se do anfitrião, mentor e CEO da Obilisco, Mawete Paciência, que teceu algumas considerações sobre as dificuldades na concepção da série, aproveitando a ocasião para agradecer as parcerias e os patrocinadores.

A mini série que vai agora começar a ser gravada, conta um elenco composto por mais de 220 actores, entre os quais, alguns nomes de ‘peso’ como Fredy Costa e Sílvio Nascimento só para citar estes.

Mawete, fez saber que a mini série será de carácter dinâmico, um pouco diferente da primeira, sendo que nesta temporada “haverá mais maturidade, cultura e vai retratar o dia a dia do angolano, às suas vicissitudes e alegrias”.

Segundo fez saber, dos vários parceiros que teve para o projecto, apontou o Ministério do Interior que cedeu alguns especialistas para os planos e cenas mais difíceis ligados à área policial e criminal, cujas gravações poderão decorrer três vezes por semana.

Entretanto o CEO da Xtagiarious Finance, Edson de Oliveira, mostrou ser um amante do cinema e falou sobre iniciativa de apoiar estas actividades.

“Os desafios diários estão aí todos os dias, mas, a responsabilidade deve ser sempre maior. Daí abraçar nobres causas como a da Obilisco de Mawete Paciência”, disse Edson de Oliveira, afirmando estar empenhado em projectos que visam a erradicação da violência, fome e a pobreza.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.