InicioEconomiaAtrasos no gás e pandemia fazem Moçambique crescer "uns modestos 2,8%"

Atrasos no gás e pandemia fazem Moçambique crescer “uns modestos 2,8%”

A consultora Fitch Solutions considerou hoje que o atraso nos investimentos do gás natural no norte de Moçambique e as medidas de combate à Covid-19 vão implicar um “crescimento real modesto” de 2,8% este ano.

“Antevemos que a economia de Moçambique saia da recessão este ano, depois de ter registo uma contração de 1,3% em 2020, com o investimento privado a recuperar ligeiramente, mas prevemos um crescimento real do PIB modesto, de 2,8%, já que o atraso no investimento no setor do gás e a persistências das medidas de confinamento pesam na recuperação da procura interna”, escrevem os analistas consultora Fitch Solutions.

Numa nota sobre os riscos para o país, enviada aos investidores e a que a Lusa teve acesso, os analistas da consultora detida pelos mesmos donos da agência de notação financeira Fitch Ratings apontam ainda que o Banco Central moçambicano deverá baixar a taxa de juro no segundo semestre.

“O Banco de Moçambique vai provavelmente ver margem para baixar a taxa de juro em 100 pontos base para 12,25% até final deste ano, depois de uma surpreendente subida de 300 pontos base em janeiro, num contexto de baixo crescimento económico”, escrevem os analistas.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.