InicioMundoEUAPrédio de Miami tinha danos estruturais, diz relatório de há três anos

Prédio de Miami tinha danos estruturais, diz relatório de há três anos

O edifício residencial ia sofrer uma reparação multimilionária

O New York Times noticiou neste sábado que um relatório de um engenheiro de há três anos sobre o prédio de um condomínio em Miami, no estado da Flórida, que desabou parcialmente na quinta-feira, disse que o prédio tinha “grandes danos estruturais” na laje abaixo do deck da piscina.

Além disso, o engenheiro observou “abundantes” rachaduras e desmoronamentos nas paredes, vigas e colunas do estacionamento localizado sob o prédio, de acordo com o jornal.

O relatório, disse o Times, foi a base para “um projecto de reparação multimilionária que estava definido para começar em breve”.

O jornal disse que as autoridades municipais divulgaram o relatório do engenheiro na noite de sexta-feira.

O relatório de 2018 não dava nenhuma evidência de que o edifício estava prestes a desabar, mas dizia que “a maior parte da deterioração do cimento precisa ser reparada em tempo útil”.

O Washington Post, citando um estudo realizado no ano passado, relatou que o prédio foi construído em áreas húmidas recuperadas na ilha barreira que compõe a área de Miami Beach e que está a afundar gradualmente desde os anos 1990.

Não está claro se esses factores contribuíram para o incidente.

Equipas de resgate usaram equipamento pesado na sexta-feira para procurar sobreviventes nos escombros do prédio desabado depois que as autoridades disseram que quatro pessoas foram confirmadas como mortas e 159 pessoas continuam desaparecidas.

As equipas de resgate no subúrbio de Miami da cidade de Surfside usaram guindastes e também suas próprias mãos para cavar os escombros.

Autoridades da cidade de Miami e do condado de Dade realizaram uma conferência de imprensa na sexta-feira no local, ao norte de Miami. O colapso aconteceu por volta da 1h30, hora local, na quinta-feira.

Mortos e desaparecidos

As autoridades disseram na sexta-feira que o número de mortos era de quatro e que 159 pessoas estavam desaparecidas.

A presidente da Câmara de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, disse a repórteres que as autoridades de resgate ainda procuram por sobreviventes, junto com outras vítimas na parte desabada do edifício. Ela disse que 129 pessoas foram confirmadas como seguras, acrescentando que os números são muito fluídos.

O Chefe Assistente do Resgate em Miami-Dade, Raide Jadallah, disse que todo o prédio foi limpo e verificado para que as operações de resgate possam se concentrar nos escombros. Ele disse que 130 bombeiros estão a trabalhar no local.

O director da polícia de Miami-Dade, Freddy Ramirez, disse que o seu escritório está a trabalhar com o escritório do legista local para identificar as vítimas.

O Presidente Joe Biden aprovou uma declaração de emergência para o local, que permitirá à Agência Federal de Gestão de Emergências (FEMA na sigla em inglês) coordenar os esforços de socorro e fornecer fundos adicionais.

O Presidente conversou com o governador da Flórida, Ron DeSantis, na sexta-feira, e disse que o governo federal está pronto para fornecer recursos adicionais, se necessário.

FonteVoA

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.