InicioMundoEuropaEleições regionais em França ameaçadas pela abstenção

Eleições regionais em França ameaçadas pela abstenção

Este domingo, em França, foi a primeira volta das eleições regionais e distritais, um escrutínio visto como a antecâmara da grande batalha presidencial de 2022. Os institutos de sondagens apontam para uma forte abstenção.

Os eleitores em França foram chamados às urnas este domingo e no próximo para as eleições regionais e distritais, mas a abstenção poderá ser significativa. Na sexta-feira, uma sondagem do Ifop, centro de estudos de opinião francês, mostrou que cerca de 60% dos inquiridos não tencionam votar e entre os principais motivos está o desinteresse pela política e descontentamento em geral pelo estado do país. Um outro estudo, do centro Elabe, mostra que a abstenção pode mesmo ir até aos 64%. Em 2015, as eleições regionais tiveram um recorde de abstenção de 50,09%.

Quase 48 milhões de eleitores foram chamados a votar neste escrutínio que é visto como a antecâmara das eleições presidenciais de 2022.

Na região de Paris, apenas 8% dos eleitores votou na manhã deste domingo, descreve Julien dos Santos, delegado de uma candidatura em Gonesse, nos arredores da capital francesa.

Em França, há 18 regiões com 101 distritos e estas eleições servem para eleger os conselheiros regionais. Mesmo sem uma verdadeira autonomia das regiões, estas entidades administrativas têm alguma autonomia nas áreas dos transportes, da educação, especificamente dos liceus, assim como parte da formação profissional e grande parte da acção social.

Para o professor de história na Universidade de Pau, Victor Pereira, estas eleições são preparatórias para as presidenciais do próximo ano.

A segunda volta acontece a 27 de Junho e mantêm-se na corrida as listas que conseguirem mais de 10% dos votos, podendo haver coligações entre listas que obtenham mais de 5%. Onde houver listas com mais de 50% dos votos não haverá segunda volta.

FonteRFI

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.