InicioMundo LusófonoMoçambiqueMoçambique: 51 crianças raptadas em 12 meses por grupos rebeldes

Moçambique: 51 crianças raptadas em 12 meses por grupos rebeldes

Pelo menos 51 crianças foram raptadas por grupos rebeldes desde Maio de 2020 em Cabo Delgado, no norte de Moçambique, anunciou esta quarta-feira a organização não-governamental (ONG) Save The Children.

Pelo menos 51 crianças, na sua maioria raparigas, foram raptadas por grupos armados não estatais na província de Cabo Delgado, nos últimos 12 meses.

A denúncia é da ONG Save The Children, que manifesta preocupação com o aumento de casos de raptos e abusos contra crianças nesta região, alvo da violência extremista.

A ONG mostra o rapto de crianças como “uma nova e alarmante táctica dos grupos armados envolvidos no conflito”.

“Esta prática que ganha espaço”, alerta Paula Sengo, especialista em protecção da criança na organização Save The Children.

“Mulheres e as raparigas têm sido seleccionadas para serem as suas esposas sobretudo as mais bonitas. No caso em que as raparigas e mulheres não são bonitas, eles libertam-nas e em alguns casos matam-nas”, descreve.

De acordo com uma análise baseada em dados recolhidos pelo projecto de registo de conflitos Acled, o destino dos rapazes é outro; “quanto aos rapazes, eles querem os adolescentes para poder treina-los e integrá-los nos seus grupos”.

Em comunicado, assinado pelo representante da Save The Children em Mocambique, Chance Briggs, a organização exige a libertação imediata das 51 crianças raptadas em um ano e a responsabilização dos seus autores.

FonteRFI

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.