InicioAngolaSociedadeSindicato de Jornalistas Angolanos critica polícia por impedir repórter de fazer seu...

Sindicato de Jornalistas Angolanos critica polícia por impedir repórter de fazer seu trabalho

José Adalberto foi impedido de fazer uma reportagem no Huambo e polícia reconhece “excesso de zelo”

O Sindicato dos Jornalistas Angolanos (STJ) denuncia o que chama de obstrução ao exercício da liberdade de imprensa contra o jornalista José Adalberto que foi impedido de fazer uma reportagem na província do Huambo no sábado, 29.

Em nota divulgada nesta segunda-feira, 31, “o SJA manifesta-se preocupado com as reiteradas ‘incompreensões’ dos agentes da Polícia Nacional sobre o trabalho dos jornalistas e recorda que a liberdade de imprensa é um direito fundamental e que os jornalistas não carecem de autorização das autoridades para qualquer trabalho em lugares públicos, salvo as restrições impostas pela Constituição e à Lei de Imprensa”.

De acordo com a mesma nota assinada pelo secretário-geral do sindicato, José Adalberto, que é correspondente da Deutsche Welle em Angola, “foi conduzido até à esquadra quando reportava sobre o papel social das cantinas de cidadãos estrangeiros, na sequência de um telefonema de um suposto agente dos Serviços de Informação e Segurança”.

O comandante provincial da Polícia Nacional no Huambo reconheceu que houve “excesso de zelo” e pediu desculpas ao jornalista.

FonteVoA

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.