InicioDesportoFutebolPolémica em torno da organização da Copa América pelo Brasil

Polémica em torno da organização da Copa América pelo Brasil

A Confederação Sul-Americana de Futebol – CONMEBOL – anunciou que a Copa América 2021 se vai realizar no Brasil devido às desistências dos co-organizadores iniciais: Colômbia e Argentina. Uma decisão que criou uma viva polémica em território brasileiro.

A Copa América, competição que reúne as Selecções da América do Sul – equivalente ao CAN em África e ao Euro na Europa -, vai decorrer de 13 de Junho a 10 de Julho de 2021.

O problema é que a sede dessa prova mudou nos últimos dias para aterrar em território brasileiro, como em 2019.

Inicialmente a Copa América deveria ser co-organizada pela Colômbia e pela Argentina.

No entanto, nas últimas semanas o Governo colombiano, devido à crise e à tensão social existente no país, pediu o adiamento da prova.

Após esta primeira desistência, todas as atenções estavam viradas para o outro país organizador, a Argentina.

No passado domingo, 30 de Maio, a notícia caiu: A CONMEBOL decidiu suspender a prova que se iria realizar em território argentino devido à pandemia da Covid-19 no país.

O Governo argentino, a 26 de Maio, tinha apresentado à CONMEBOL os protocolos rígidos de saúde para a realização da Copa América no país, visto que a Argentina tem enfrentado um aumento do número de casos de Covid-19.

Brasil organizador apesar da pandemia?

A Confederação Sul-Americana de Futebol anunciou que a Copa América 2021 se vai realizar no Brasil. Uma decisão polémica visto que o território brasileiro está perante uma nova vaga da pandemia com um novo aumento de casos e de mortos.

O Brasil ultrapassou as 460 mil mortes e os mais de 16,5 milhões de casos de Covid-19. Nas últimas 24h foram mais de 800 mortos, sendo o segundo país com o maior número de óbitos atrás da Índia com cerca de 2 700 mortes, e à frente da Argentina que completa o pódio com mais de 600 mortos.

Para Natália Pasternak, Presidente do Instituto Questão de Ciência, esta situação é aberrante.

“É absurdo o Brasil receber a Copa América, quando a gente vive o momento mais crítico da pandemia com diversas incertezas. É absolutamente irresponsável e desnecessário. Já está mais do que na hora da gente parar de tratar esses eventos desportivos como se fossem actividades essenciais”, frisou.

O Governo brasileiro lembrou na segunda-feira que ainda estava a negociar a realização da Copa América no país. As autoridades afirmaram também que se houver competição, haverá condições estritas para sediar o evento desportivo, como a vacinação de todas as equipas e ausência de público.

FonteRFI

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.