InicioDestaquesDepois do escândalo de milhões: João Lourenço afasta ministro de Estado e...

Depois do escândalo de milhões: João Lourenço afasta ministro de Estado e da Casa de Segurança

Pedro Sebastião era um dos homens de confiança de João Lourenço, mas não resistiu à limpeza da Casa de Segurança

O Presidente angolano afastou nesta segunda-feira, 31, o ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Pedro Sebastião, uma semana depois de ter feito uma limpeza naquela estrutura, ao exonerar seis oficiais generais.

Para o seu lugar, foi nomeado Francisco Pereira Furtado.

Todas as exonerações surgem depois da prisão, no passado dia, 12, do major Paulo Lussaty, funcionário da Casa de Segurança do Presidente da República, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, em Luanda, na posse de milhões de dólares e milhares de euros.

Mais tarde, a Procuradoria-Geral da República, que disse ter aberto um processo crime por envolvimento de oficiais da Casa de Segurança em actos ilícitos, revelou um milionário património de Lussaty, com dezenas de casas, em Angola e Portugal, e uma frota de carros topo de gama.

A VOA sabe que João Lourenço tentou aguentar Pedro Sebastião, um dos seus homens de confiança, mas a situação tornou-se insustentável.

No passado dia 26, o então ministro de Estado emitiu uma nota interna a nomear interinamente oficiais para os lugares dos exonerados.

Com a exoneração de hoje, cai um dos mais próximos homens do Presidente, nomeado a 28 de Setembro de 2017, no início do mandato de João Lourenço.

Francisco Pereira Furtado é o novo ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, de acordo com a nota da Casa Civil a que a VOA teve acesso.

Entretanto, as exonerações continuam e também hoje o Presidente exonerou o general Apolinário José Pereira, do cargo de chefe do Serviço de Inteligência e Segurança Militar, e o Tenente-General António Mateus Júnior de Carvalho, do cargo de secretário para os Assuntos de Defesa e Forças Armadas.

O general João Pereira Massano foi exonerado do cargo de director nacional de Preservação do Legado Histórico-Militar do Ministério da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria e nomeado para o cargo de Chefe do Serviço de Inteligência e Segurança Militar.

FonteVoA

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.