InicioDestaques130 raparigas são forçadas a casar por dia em Moçambique

130 raparigas são forçadas a casar por dia em Moçambique

Dois anos depois de o país ter aprovado uma lei contra as uniões prematuras, Moçambique continua a registar um elevado número deste tipo de casamentos.

Andrea Wojner, representante do Fundo das Nações Unidas para a População, FNUAP, revela os números da gravidade do problema no país .

“Cada dia em Mocambique, o numero é de 130 raparigas que se casam o que corresponde a cinco a cada hora. Como podemos notar, estas cifras são mais que altas e por isso muito, muito preocupantes sobretudo num contexto em que temos uma lei em vigor para evitar este mal”, disse Andrea Wojner.

A fraca divulgação desta lei o aprovada em 2019 está por detrás da prevalência do fenómeno considera a presidente da comissão dos Assuntos Sociais, Género, Tecnologia e Comunicação na Assembleia da República de Moçambique, Luísa Mafuiane.

“É preciso trabalhar em conjunto, é preciso uma planificação”, disse a deputada.

As autoridades governamentais moçambicanas reconhecem a existência do problema cuja avaliação foi feita num encontro em Maputo e que o mesmo está também aliado a pobreza e a praticas culturais nocivas ao crescimento e formação das raparigas.

FonteRFI

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.