InicioDesportoFutebol'Novos ricos' do futebol mundial, Chelsea e City têm trajetórias semelhantes em...

‘Novos ricos’ do futebol mundial, Chelsea e City têm trajetórias semelhantes em busca da Champions

Comprados por donos bilionários, clubes ingleses duelam na decisão da Champions League, onde o City pode emular sucesso do Chelsea na temporada 2011/2012

Rivais na decisão da Champions League neste sábado, às 16h (de Brasília), no Estádio do Dragão, em Portugal. Manchester City e Chelsea são clubes ingleses com algumas semelhanças em seus históricos recentes. Curiosamente, os Blues podem servir de exemplo para os Citizens, que buscam seu primeiro título europeu.

Com até certa tradição no cenário do futebol inglês, Chelsea e Manchester City eram times que poucas vezes figuraram nas principais competições europeias até serem comprados por donos multimilionários. Com aporte financeiro e investimento forte, os clubes passaram a sentar na mesma mesa dos rivais ingleses tradicionais e se tornaram figurinhas carimbadas na Champions League.

Manchester City, campeão inglês em 2012 (Foto: Divulgação)
(DR)

DINHEIRO RUSSO, CONTRATAÇÕES E TÍTULOS

O Chelsea, em 1° de julho de 2003, foi comprado por Roman Abramovich, magnata russo do ramo de petróleo, pelo valor de 140 milhões de libras. Desde a compra do clube, os Blues viraram a sensação do futebol inglês e passaram a competir de igual para igual com Manchester United, Arsenal e Liverpool, até então dominantes no cenário local e internacional.

O investimento feito por Abramovich trouxe grandes jogadores para Stamford Bridge nos primeiros anos, como Joe Cole, Claude Makelele, Petr Cech, Michael Ballack, Didier Drogba, Andriy Shevchenko, Arjen Robben, além do treinador até então campeão da Champions League com o Porto em 2004, um jovem José Mourinho.

Lampard com a taça da Champions em 2012.
(PATRIK STOLLARZ / AFP)

PONTO DE PARTIDA

Dali para frente, o Chelsea virou uma potência no futebol inglês. Em 2005, os Blues venceram seu primeiro título inglês em 50 anos, e na temporada seguinte o bicampeonato. Já na Champions League, os Blues sofreram com eliminação na semifinal em 2005, nas oitavas em 2006, novamente na semifinal em 2007, até chegar na final e ser vice, nos pênaltis, para o Manchester United em 2008. Em 2009, os Blues novamente foram eliminados na semifinal para o Barcelona, em um dos jogos mais polêmicos da história da competição.

Contudo, em 2012, o Chelsea conseguiu finalmente atingir o grande objetivo. Nos pênaltis, os Blues venceram o Bayern de Munique, na Alemanha, para conquistar a tão sonhada ‘orelhuda’ e selar o ápice do investimento feito por Abramovich nove anos antes.

ROTEIRO PARECIDO EM MANCHESTER

Quem acompanha futebol internacional desde o início dos anos 2000 se acostumou com o Chelsea entre os grandes ingleses e no cenário europeu. Contudo, no fim da década, mais precisamente em 2008, o até então ‘primo pobre’ de Manchester passou a sentar na mesma mesa que os demais. Sheik Mansour, um bilionário dos Emirados Árabes Unidos comprou o clube pela bagatela de 210 milhões de libras, após o clube ter sido comprado pelo ex-primeiro ministro tailândes Thaksin Shinawatra, em 2007.

Desde então, o Manchester City passou a sair da sombra do Manchester United. Mas ao contrário do Chelsea, os primeiros anos da ‘nova administração’ dos Citizens foram de luta. O City lutou para conseguir sua primeira classificação para a Champions League (que só veio na temporada 2010/2011), apesar das grandes contratações como o brasileiro Robinho e do argentino Carlos Tévez, até então jogador do rival Man United, Yaya Touré, Sergio Agüero e Mario Balotelli.

Já em 2012, enquanto o projeto londrino do Chelsea atingia o seu auge com o título da Champions, o Manchester City viveu o seu apogeu com o título histórico da Premier League, nos acréscimos, com gol de Agüero. Dali para frente, o City conquistou o Inglês por mais quatro vezes (13/14, 17/18, 18/19, 20/21), mas o sucesso europeu, assim como o do Chelsea, demorou para chegar.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.