InicioEconomiaMoxico: Cooperativa Muaku Ndundu vai colher mais de nove mil toneladas de...

Moxico: Cooperativa Muaku Ndundu vai colher mais de nove mil toneladas de cebola

A Cooperativa Muaku Ndundu está em vias de colher mais de nove mil toneladas de cebola ainda este ano, uma produção que poderá aumentar, tão logo tenha em mãos o crédito agrícola no valor de 50 milhões de kwanzas, que recebeu recentemente, para impulsionar a produção agrícola no município da Cameia, província do Moxico onde está implantada.

Diniz Kapapelo | Moxico

De acordo com os membros daquela cooperativa, há informações segundo as quais o crédito já tenha sido alocado pelo Banco BCI, mas ainda não está disponível para a cooperativa iniciar o de aquisição de inputs agrícolas para aumentar a produção.

Além das hortícolas também é bastante fértil para a produção de citrinos, nomeadamente, a laranja, tangerina e o limão.
(Diniz Kapapelo)

“Por este facto, o Presidente da Cooperativa está no Luau, onde tem uma dependência do BCI, no sentido de se inteirar como é que essa situação está. Entretanto, continuamos a trabalhar com os meios que temos enquanto esperamos pelo dinheiro do crédito”, explicou José Domingos.

Em relação aos produtos que a cooperativa aposta para produção, a nossa reportagem encontrou a cebola, plantada numa área de sete hectares, que é o cartão postal desta cooperativa que tem no seu leque outras hortícolas como cenoura, tomate e couve.

“Tão logo recebermos o dinheiro do crédito poderemos ampliar a plantação com o cultivo de milho, ginguba e feijão”, garantiu, sublinhando que, para irrigar o campo de cultivo recorrem aos poços feitos na própria lavra, instalada numa área com lençol freático”.

“Se as estradas estivessem boas teríamos enormes facilidades para escoar esses produtos para as nossas cidades onde temos as lojas e supermercados para comercialização do limão, laranjas e até mesmo das tangerinas”.
(Diniz Kapapelo)

Citrinos a estragarem…
A reportagem do Portal de Angola apurou que o município da Cameia além das hortícolas também é bastante fértil para a produção de citrinos, nomeadamente, a laranja, tangerina e o limão.

Só para se ter uma ideia, até agora, o município produziu cerca de 19 mil toneladas destes produtos.

Localizada há 25 quilómetros da sede municipal de Cameia, a maior dificuldade que os agricultores encontram são as vias de acesso para escoar os produtos, sendo que, o comboio passa em dias alternados, nomeadamente, terças, quartas e sábado, e as zonas onde estão as lavras ficam distantes da sede municipal com estradas de terra batida.

A produção poderá aumentar, tão logo tenha em mãos o crédito agrícola no valor de 50 milhões de kwanzas, que recebeu recentemente, para impulsionar a produção agrícola no município da Cameia, província do Moxico.
(Diniz Kapapelo)

“Se as estradas estivessem boas teríamos enormes facilidades para escoar esses produtos para as nossas cidades onde temos as lojas e supermercados para comercialização do limão, laranjas e até mesmo das tangerinas”, sustentaram, solicitando ao Executivo a olharem os produtores do Moxico e da região Leste que apostam na produção alimentar para ajudar na diversificação da economia em curso no País.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.