InicioMundoEUAPolícia americana prende suspeito de balear três pessoas na Times Square

Polícia americana prende suspeito de balear três pessoas na Times Square

A polícia americana prendeu o suspeito de balear três pessoas, incluindo uma criança, na Times Square no último sábado. Todas as vítimas sobreviveram ao tiroteio, informou a NBC News.

Segundo o jornal, o suspeito é Farrakhan Muhammad, de 31 anos. A polícia desconfia que Muhammad se envolveu numa discussão com o irmão e efetuou disparos contra ele, mas acabou atingindo pedestres.

Detetives conseguiram rastrear Muhammad por câmeras de segurança, que mostram o momento em que ele deixa a Times Square em direção a um hotel. Ele sai do local acompanhado de uma mulher.

Ontem, ambos foram localizados na Carolina do Norte, afirmou a NBC News. Novas informações levaram às autoridades até Jacksonville, cidade da Flórida, onde a dupla foi encontrada em um McDonald’s.

O coronel Brad Smith, do condado de Bradford, informou ao jornal que a prisão “transcorreu sem intercorrências”. No momento, Muhammad está detido na cidade. Ainda não foi informado se ele será julgado em Nova York. A mulher que estava com Muhammad também está sendo interrogada pela polícia.

No final de semana, duas mulheres e uma criança de 4 anos foram baleadas na Times Square, em Nova York. A polícia foi acionada após relatos de tiros disparados na West 44th Street e na 7th Avenue por volta das 17h05 locais (18h05 de Brasília).

Inicialmente foram confirmadas duas vítimas: uma mulher e uma criança. Mais tarde, a polícia informou que mais uma mulher estava ferida.

Violência em Nova York
Times Square, um dos pontos turísticos da metrópole antes da pandemia, mudou desde que todos os cinemas fecharam em março de 2020.

De acordo com um relatório recente da Times Square Alliance, a associação empresarial de bairro, a área registrou 25 crimes violentos no primeiro trimestre de 2021, contra 17 no mesmo período em 2020.

No final de março, a gravação em vídeo do ataque a um homem de 60 anos de origem asiática no bairro causou choque no país.

Um homem com antecedentes criminais, que vivia em um hotel perto da Times Square convertido em centro de recepção para moradores de rua, foi preso e indiciado pelo crime.

Os tiroteios em Nova York aumentaram dramaticamente desde o verão de 2020 e os protestos contra a violência policial que se seguiram à morte de George Floyd em Minneapolis, gerando polêmica sobre as causas e soluções para esse aumento, seis semanas antes das primárias para as eleições municipais.

De acordo com as últimas estatísticas oficiais, Nova York teve 149 tiroteios em abril, contra 56 em abril de 2020 (+ 166%). O crime em geral aumentou 30% durante o mesmo período.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.