InicioAngolaSociedadeCunene: Há fome "gritante" entre crianças no Curoca, alerta professor

Cunene: Há fome “gritante” entre crianças no Curoca, alerta professor

Crianças de famílias em extrema pobreza no Município do Curoca estão sob desnutrição e anemia severas

O professor do Município do Curoca, Província do Cunene Hermenegildo Heilengue disse que a situação de fome no Curoca se está “agudizar-se bastante” devido à seca.

“Temos uma situação de fome gritante, as crianças encontram-se neste momentos em estado de desnutrição grave, não obstante a distribuição de comida que está a ser distribuída agora de 5Kg por famílias para 15 dias”, disse, sublinhando que as crianças estão no estado deplorável e idosos também.

As únicas crianças que podem gozar de saúde, segundo o professor denunciante, são aquelas que fugiram fome para a Namíbia acompanhando os pais.

Diante do silêncio governamental, Hermenegildo para levar ao conhecimento das entidades de Luanda o caso da fome no seio das crianças no Curoca partilhou várias fotos no Facebook, e diz que há previsão de se distribuir 5 quilos de fuba para aquelas famílias apoio vindo da presidência da República angolana.

“No município do Curoca, as crianças não estão a comer para se alimentar talvez alguém faz favor trazendo um prato de comida”, disse.

“Isto é nas zonas urbanas e nas zonas rurais a situação é ainda mais grave e muitas crianças fugiram à fome para Namíbia em companhia de seus pais”, esclareceu afirmando ainda que “ muitas pessoas preferem ir ao Hospital fingir que estão doentes só para ter um prato de comida”.

A VOA tentou ouvir o governo do Cunene sem sucesso.

Namibe

Já no Namibe, Bernardo Mussonde, soba Grande do município do Virei confirma que mais de 100 famílias fugiram a fome para a República da Namíbia.

“Foram mais de 100 pessoas na área de Mulombi, fronteira com o município do Gambos todos foram para a Namíbia fugindo a fome”, disse.

A província recebeu da Presidência da República mais de 92 mil toneladas de produtos diversos para as famílias em situação de desnutrição.

O número de mortes por fome aumentou para 20 pessoas, dados não confirmados até aqui pelas autoridades governamentais.

FonteVoA

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.