InicioAngolaSociedadeSIC detém empresário foragido no Chinguar

SIC detém empresário foragido no Chinguar

O Serviço de Investigação Criminal (SIC) na província do Bié, em parceria com a sua congénere do Huambo, detiveram nesta sexta-feira o empresário João José Pedro, foragido das autoridades, devido ao incumprimento do contrato de construção do Jardim António Agostinho Neto, que estava a ser erguido no município Chinguar (Bié).

As obras, que remontam desde princípios de 2019, tinham uma previsão de se concluir seis meses depois, tendo o Estado pago 22 milhões de Kwanzas, quase a totalidade do orçamento acordado, faltando apenas 845 mil e 414 Kwanzas.

De acordo com o director do Gabinete Jurídico da Administração Municipal do Chinguar, Agostinho Mateus, a construção do jardim está inserida no Programa de Desenvolvimento Local e Combate à Pobreza.

Segundo disse, a empresa do agora detido, denominada Jopek-comércio geral e prestação de serviços, não respeitou os prazos contratuais, mesmo depois de várias tentativas de negociações.

Agostinho Mateus avançou ainda que o empresário em causa violou o memorando assinado juntamente com a Procuradoria-geral da República, que previa a conclusão da obra até final do ano passado, o que não se verificou até ao momento, deixando deste modo as obras do Jardim inacabadas.

Este é o primeiro caso que ocorre nos últimos quatros anos em toda província.

O governador do Bié, Pereira Alfredo, já admitiu este ano levar a tribunal empresas de construção civil e fiscalizadoras incumpridoras de contrato de empreitada e não só.

O município do Chinguar, a 75 quilómetros a Oeste do Cuito, possui uma população de 150 mil habitantes, distribuídos em duas comunas, nomeadamente, Cutato e Cangote.

FonteAngop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.