InicioDesportoFutebolSporting campeão ao fim de 19 anos

Sporting campeão ao fim de 19 anos

O Sporting bateu o Boavista por 1-0 em Alvalade e tornou-se campeão nacional. Há 19 anos que os adeptos não celebravam este título.

04h53 – Equipa e staff do Sporting reentram em Alvalade após volta triunfal por algumas das principais artérias de Lisboa.

04h12 – Autocarro do Sporting chegou ao Marquês às 4h00

O autocarro que transporta a equipa do Sporting, que se sagrou campeã portuguesa de futebol, só chegou ao Marquês de Pombal às 4h00 – onde os futebolistas eram esperados milhares de adeptos ‘leoninos’ -, mais de cinco horas e meia depois do final do encontro com o Boavista.

Ao contrário do que estava previsto, o autocarro panorâmico parou durante alguns minutos no meio da praça do Marquês de Pombal, com os jogadores, equipa técnica e estrutura do Sporting a festejarem com os adeptos.

04h06 – Milhares de adeptos puderam vitoriar os campeões

03h11 – A Polícia de Segurança Pública tentou conter as investidas dos adeptos do Sporting, na Praça do Marquês de Pombal, em Lisboa, antes de a equipa ‘leonina’ chegar ao local, constatou a Lusa.

Após várias tentativas de derrubarem as grades que circundavam o local e arremessos de objetos, o corpo de intervenção voltou a atuar, pela segunda vez, no mesmo local, enquanto alguns adeptos faziam deflagrar artefactos pirotécnicos.

Antes mesmo da saída do autocarro panorâmico com o plantel e ‘staff’ da equipa campeã nacional de futebol do Estádio José Alvalade, em Lisboa, onde venceu o Boavista, por 1-0, em jogo da 32.ª jornada da I Liga, assegurando a conquista do título nacional, 19 anos depois da última, tinham ocorrido desacatos entre adeptos e as autoridades.

Devido à pandemia de covid-19, o acesso à rotunda está vedado com grades ao longo das artérias circundantes à praça, com milhares de adeptos ‘leoninos’ atrás do gradeamento, à espera da passagem dos autocarros panorâmicos com os jogadores e ‘staff’ sportinguista, que irão desfilar desde o Estádio José Alvalade até este local.

02h59 – De acordo com o relato dos jornalistas da RTP, a zona da Avenida Fontes Pereira de Melo, que conduz do Saldanha ao Marquês, está coberta de pedras e garrafas de vidro.

02h58 – Há já adeptos feridos na zona do Marquês de Pombal.

02h56 – Está a escalar a violência junto à zona do Marquês de Pombal em Lisboa, onde os adeptos sportinguistas aguardam a equipa que esta noite se sagrou campeã nacional de futebol.

02h55 – PSP dispara balas de borracha para responder ao arremesso de garrafas por adeptos do Sporting.

02h54 – Novos confrontos entre adeptos do Sporting e as forças da polícia junto ao Marquês de Pombal.

02h45 – Ricardo reconhece mérito e demonstra orgulho no clube

O antigo guarda-redes internacional português Ricardo reconhece o mérito do Sporting na conquista do título de campeão nacional de futebol de 2020/21, demonstrando o orgulho por ter defendido a baliza ‘leonina’.

“Mais do que merecido. Suado, dedicado e com uma união tremenda. Honra e orgulho em ter feito parte desta enorme instituição. Nas vitórias e nas derrotas… Muitos parabéns a todo o ‘staff’. Muitos parabéns Sporting Clube de Portugal”, escreveu Ricardo, na sua página oficial no Facebook.

Ricardo envergou a camisola do Sporting durante quatro temporadas, entre 2002/03 e 2006/07, época em que conquistou uma Taça de Portugal, depois de se ter sagrado campeão nacional pelo Boavista, em 2000/01.

01h57 – Madeira festeja em contrarrelógio apesar do tempo extra concedido

Com o recolher obrigatório entre as 23:00 e as 05:00 na Madeira, os sportinguistas tiveram apenas duas horas para festejarem nas ruas do Funchal, com as autoridades a permitirem mais uma hora do que a estipulada.

A Avenida do Mar, na baixa do Funchal, foi o local escolhido como já é habitual, para festejar as conquistas desportivas, este ano celebrada em tons de verde e branco, como há muito já não acontecia.

O Sporting sagrou-se na terça-feira campeão português de futebol pela 19.ª vez, 19 anos após a última conquista, ao vencer na receção ao Boavista, por 1-0, com um golo de Paulinho, aos 36 minutos do jogo da 32.ª jornada da I Liga.

Quando faltam duas jornadas para o fim do campeonato, os ‘leões’ somam 82 pontos, mais oito do que o FC Porto, segundo classificado, que detinha o título.

Centenas de madeirenses não quiseram perder a oportunidade de festejar no ‘coração’ da cidade, mas na sua grande maioria não abandonaram as viaturas fazendo uma marcha lenta e com muitas paragens para buzinar e celebrar com quem nas ruas fazia a festa que escapava há 19 anos.

Curiosamente, a idade do filho de Ricardo Escórcio, um dos muitos adeptos que se encontrava na capital madeirense, que contou à Lusa, o “orgulho” que sente por ver o filho festejar um título pela primeira vez.

“Esta espera foi muito sofrida, quem é sportinguista sabe do que falo. É com muita alegria que estamos cá, não interessa quantos anos se passaram”, declarou o sportinguista de 47 anos, garantindo que, para o ano os festejos serão “com copos, sem pandemia e com o Sporting outra vez campeão”.

Quando questionado sobre as peças fundamentais para esta conquista não hesitou em falar no presidente Frederico Varandas, que “apostou nas pessoas certas”, referindo que a aposta na formação é um “exemplo para o futebol português.

Gonçalo Moura, de 39 anos, que festeja pela primeira vez na Madeira, tendo celebrado dois títulos em Lisboa, garante que se não fosse o recolher obrigatório imposto pelo Governo Regional a “festa ia durar a noite toda”.

O adepto que se fez acompanhar de toda a sua família, sportinguista, fez questão de referir, salientou o percurso “irrepressível” da formação comandada por Rúben Amorim, “um treinador jovem, que liderou uma equipa jovem”, garantindo que “só vê coisas boas para o Sporting a partir daqui.”

01h54 – Centenas de adeptos transformam Ponta Delgada em “inferno verde”

Centenas de adeptos sportinguistas transformaram na terça-feira as Portas da Cidade, em Ponta Delgada, nos Açores, num ‘inferno verde’, para celebrar o 19.º título de campeão nacional de futebol, após o triunfo dos ‘leões’ diante do Boavista (1-0).

Na principal praça da maior cidade açoriana, pairava uma fumaça verde e, apesar da pandemia de covid-19, vários adeptos concentraram-se nas Portas da Cidade para gritar cânticos evocativos do clube.

“Isto é o inferno verde. Ansiava isso há muito tempo. Há 19 anos que não éramos campeões. Eu era pequeno quando fomos campeões. Celebrávamos Taças de Portugal e Taças da Liga, mas não era a mesma coisa. Isto é um orgulho de vida”, declarou à agência Lusa Pedro Batista, adepto sportinguista de 26 anos.

O adepto açoriano enalteceu o trabalho do treinador Rúben Amorim, que considerou uma “excelente aposta” do presidente Frederico Varandas.

“Estava há anos à espera deste dia que finalmente chegou. Eu até nem gosto muito do meu presidente, mas é preciso elogiar a aposta no Rúben Amorim”, assinalou.

Durante os festejos, houve um festival de fogo de artifício e largas dezenas de carros formaram um buzinão que entupiu a Avenida Marginal de Ponta Delgada.

01h53 – Autocarro com equipa do Sporting arrancou em direção ao Marquês, em Lisboa, onde são esperados por milhares de adeptos.

01h35 – Adeptos no Marquês atiram garrafas contra a polícia

Durante os festejos da conquista do campeonato por parte do Sporting, vários adeptos, no Marquês de Pombal, arremessaram garrafas contra a Polícia. O dispositivo de segurança foi reforçado.

01h29 – Adeptos do Sporting na cidade do Porto fazem a festa

No Porto, também há festa. A rotunda da Boavista foi um dos locais onde, esta noite, muitos adeptos resistiram à chuva, para celebrar.

01h25 – Primeiro-ministro felicita Sporting e lembra que a “pandemia não acabou”

António Costa felicitou o Sporting pela conquista do 19.º título de campeão nacional de futebol, apelando a que as celebrações decorram “em segurança”, pois “a pandemia não acabou”.

“Felicito o Sporting pelo título de campeão nacional de futebol, nesta época tão difícil para todos os adeptos, impedidos de marcar presença física nos estádios. Parabéns à família verde e branca”, escreveu Costa na rede social Twitter.

Contudo, o primeiro-ministro deixou “um apelo a todos os que comemoram este título, para que celebrem em segurança e cumpram as regras de proteção e saúde”.

01h24 – Presidente da República realça momento “muito especial” para o clube

O Presidente da República saudou o Sporting pela conquista do título de campeão nacional da I Liga de futebol, após um jejum de 19 anos, enaltecendo o significado histórico do feito para o clube.

“Queria dar os meus parabéns ao Sporting Clube de Portugal pela vitória na Liga, que tem um sabor maior certamente para os sportinguistas, porque decorreram quase 20 anos desde a última vitória. Portanto, não queria deixar de os acompanhar, como Presidente da República de todos os portugueses, neste momento que, para eles, é muito especial pelo significado do facto no contexto histórico em que ela ocorre”, afirmou à RTP Marcelo Rebelo de Sousa.

01h23 – Imprensa estrangeira destaca título conquistado 19 anos depois

A conquista do título de campeão pelo Sporting está a ter eco na imprensa estrangeira, que destaca o fim do longo ‘jejum’ dos ‘leões’, coroados quase duas décadas depois do último troféu arrecadado.

“Sporting sagra-se campeão, 19 anos depois do último título”, intitula o diário desportivo francês L’Équipe, salientando que “depois de 19 anos a ver o título nacional ser conquistado pelos rivais históricos, FC Porto e Benfica, o Sporting recuperou finalmente o título nacional”, depois de um triunfo por 1-0 sobre o Boavista.

Noutra peça, o L’Équipe chama o treinador Rúben Amorim para destaque: “Como Rúben Amorim transformou o Sporting para reconquistar o título.”

Em Espanha, o Mundo Deportivo alinha pelo mesmo diapasão, lembrando que “o Sporting proclama-se campeão 19 anos depois” e que “o conjunto de Rúben Amorim continua sem perder na Liga lusa, tendo duas jornadas pela frente para conseguir terminar invicto o campeonato”.

Já o jornal Marca aponta as “10 razões para o Sporting ser campeão de Portugal 19 anos depois”, numa época em que “FC Porto e Benfica partiam como favoritos, mas acabaram por ser os ‘leões’, liderados por Rúben Amorim, a conquistar a sua primeira Liga desde 2001/02”.

Rúben Amorim, a ‘estrelinha’ de campeão, os compatriotas Adán e Porro, a competência nos jogos com os rivais e o facto de não ter tido jogos das competições europeias são alguns dos 10 pontos relevados pelo jornal espanhol, que faz ainda referência aos confrontos que se verificaram nas imediações do Estádio José Alvalade: “É triste quando imagens destas já não são notícia.”

No Brasil, o site Globoesporte noticia que “com multidão nos arredores do (estádio) José Alvalade, Sporting é campeão português depois de 19 anos” e quebra a “hegemonia de FC Porto e Benfica”, além de receber “cumprimentos do ídolo Cristiano Ronaldo”.

Ainda em tons ‘canarinhos’, o Lance intitula “Sporting bate o Boavista e vence o campeonato português pela primeira vez em quase vinte anos”, e o site da ESPN realça aquele que foi “um dos maiores feitos do futebol europeu na década”.

01h05 – Balakov diz que título abre portas a “um novo Sporting”

O antigo médio búlgaro do Sporting Krasimir Balakov congratulou hoje o clube pela conquista do 19.º título de campeão nacional de futebol e desejou que não volte a repetir-se um jejum de títulos tão prolongado.

“Aconteceu o que esperávamos há 19 anos, com grande classe. Parabéns a toda a equipa e todos os adeptos. Desejo que isto seja só o começo e a partir de agora tenhamos um novo Sporting”, vaticinou o ‘leão dos balcãs’, em declarações à Sporting TV, que durante cinco épocas equipou de verde e branco, entre 1990/91 e 1994/95.

00h57 – `Leões` vão ser recebidos na Câmara de Lisboa no dia 20 de maio

O plantel e a equipa técnica do Sporting vão ser recebidos na Câmara Municipal de Lisboa em 20 de maio, confirmou a autarquia na rede social Twitter, congratulando o clube pelo título da I Liga.

“A Câmara Municipal de Lisboa felicita o Sporting Clube de Portugal pela brilhante conquista do título de Campeão Nacional de Futebol 2020/2021”, pode ler-se na conta da edilidade no Twitter, que indicou ainda não haver hora definida no dia 20 para a receção aos novos campeões nacionais.

A cerimónia nos Paços do Concelho deve ser conduzida pelo presidente da Câmara Municipal, à imagem do que sucedeu desde que lidera a autarquia sempre que se registaram importantes conquistas desportivas pelos clubes da capital. Aliás, Fernando Medina já felicitou também o emblema `leonino` pelo título de campeão nacional.

“Parabéns ao Sporting de Clube de Portugal, e aos seus atletas e adeptos, pela brilhante conquista do título de campeão nacional de futebol 2020/2021”, escreveu o autarca.

O Sporting sagrou-se hoje campeão português de futebol pela 19.ª vez, 19 anos após a última conquista, ao vencer na receção ao Boavista, por 1-0, com um golo de Paulinho, aos 36 minutos do jogo da 32.ª jornada da I Liga.

Quando faltam duas jornadas para o fim do campeonato, os `leões` somam 82 pontos, mais oito do que o FC Porto, segundo classificado, que detinha o título.

00h48 – André Cruz: “Foi um trabalho muito bom de Rúben Amorim”

André Cruz, antigo campeão pelo Sporting, deu os parabéns a toda a estrutura da equipa de Alvalade que se sagrou campeã nacional.

00h41 – Palhinha: “Queremos festejar até amanhã de manhã”

00h39 – Slimani e Adrien Silva felicitam clube pelo 19.º título

Os antigos jogadores do Sporting Islam Slimani e Adrien Silva felicitaram hoje o clube ‘leonino’ pelo 19.º título de campeão português de futebol, com mensagens nas redes sociais.

“Muitos parabéns Sporting Clube de Portugal”, escreveu o avançado argelino dos franceses do Lyon, que vestiu a camisola verde e branca entre 2013/14 e o início da temporada de 2016/17, quando foi transferido para os ingleses do Leicester, na sua página no Twitter.

Já o antigo capitão dos ‘leões’ Adrien Silva recorreu ao Instagram para elogiar o grupo comandado pelo treinador Rúben Amorim.

“Parabéns ao meu Sporting pela conquista do título de campeão nacional! Um triunfo mais do que justo por parte de uma equipa que nos deixou a todos orgulhosos. Este grupo provou que, com esforço, dedicação e devoção é possível atingir a glória”, vincou o médio internacional português, que alinha nos italianos da Sampdoria.

O Sporting sagrou-se na terça-feira campeão português de futebol pela 19.ª vez, 19 anos após a última conquista, ao vencer na receção ao Boavista, por 1-0, com um golo de Paulinho, aos 36 minutos do jogo da 32.ª jornada da I Liga.

Quando faltam duas jornadas para o fim do campeonato, os ‘leões’ somam 82 pontos, mais oito do que o FC Porto, segundo classificado, que detinha o título.

00h37 – Centenas de adeptos celebram conquista em Castelo Branco

Algumas centenas de pessoas concentraram-se na terça-feira na Rotunda da Europa, em Castelo Branco, para festejar a conquista do 19.º título de campeão nacional do Sporting, com o lançamento de fogo de artificio e muitos cânticos.

Poucos minutos após o apito final do encontro entre Sporting e Boavista, que os ‘leões’ venceram por 1-0, a Rotunda da Europa, que já se tornou no espaço predileto para os albicastrenses festejarem conquistas desportivas, começou a encher-se de adeptos sportinguistas que chegavam a gritar “Sporting campeão, Sporting campeão”.

A PSP controlava discretamente o espaço e fechou a rotunda à circulação rodoviária, facto que permitiu a livre circulação das pessoas por toda a zona, onde o uso da máscara era uma regra a cumprir, face às restrições impostas pela pandemia de covid-19.

Carolina Delgado, de 23 anos, não se lembrava de ver o Sporting se sagrar campeão nacional de futebol: “É estranho!”, afirmou.

Acompanhada da mãe e do namorado, ele benfiquista, ficaram a assistir aos festejos de grupos de jovens, que no relvado que cobre a rotunda, pulavam e gritavam “Sporting campeão, Sporting campeão”.

De quando em vez, lá saía mais uma salva de fogo de artifício verde e branco para animar a festa e, um pouco por toda a cidade, ouviam-se buzinadelas oriundas de alguns grupos de viaturas.

À Lusa, o presidente do Núcleo de Castelo Branco Sporting Clube de Portugal, José Ribeiro, disse que não organizaram para hoje qualquer comemoração para evitar problemas, devido ao período de pandemia e às restrições da situação de calamidade.

Este responsável adiantou que o núcleo está a preparar algumas iniciativas para a última jornada da I Liga, após o final da receção do clube ‘leonino’ ao Marítimo.

00h35 – Milhares de ‘leões’ celebram regresso aos títulos em Faro

Milhares de adeptos sportinguistas saíram à rua em Faro para celebrar um título “incrível e fantástico” do Sporting, celebrando o golo decisivo de Paulinho frente ao Boavista (1-0).

“Isto é incrível, é fantástico. Não me lembro de ver o Sporting campeão. Eu tinha nove anos da última vez, não tenho memória nenhuma, mas isto é incrível”, disse Alexandra Sousa, de 28 anos, à agência Lusa.

A adepta ‘leonina’ foi uma entre milhares de simpatizantes algarvios do Sporting, que começaram a noite junto ao núcleo sportinguista local e se dirigiram depois a pé até à baixa, uma vez que a PSP cortou o trânsito automóvel nas principais artérias da cidade.

“Sinceramente, não acreditava. A meio da época, começou a tremer, mas até ao fim foi sempre a acreditar. A figura decisiva? Foi o Paulinho, que marcou o nosso golo hoje (terça-feira)”, declarou Alexandra Sousa, sem esquecer o presidente, Frederico Varandas, pela “boa contratação” de Rúben Amorim,

Filipe, outro adepto dos ‘leões’, também expressou uma “emoção muito grande” pelo regresso aos títulos do Sporting, 19 anos depois do último campeonato nacional conquistado pelo emblema lisboeta.

“Isto é espetacular. Não estávamos à espera. É nossa e já ninguém nos tira. (Em 2002) era muito novo, tenho 25 anos, lembro-me vagamente, mas isto é espetacular. Não há melhor”, disse.

Na baixa da capital algarvia, entre milhares de adeptos, Filipe admitiu que, no início da temporada, “não acreditava” no título.

“Fiquei chateado quando veio o Ruben Amorim, mas foi uma grande ‘chapada’ na cara que eu levei e ainda bem”, frisou.

00h21 – Sentimos o apoio dos adeptos durante a época

O lateral do Sporting lembrou os adeptos que, em tempos de pandemia, não vão poder festejar com os jogadores no estádio e que o título de campeão nacional vai ser festejado durante muitos dias.

00h18 – Cabo-verdianos festejam nas ruas da Praia apesar da pandemia

Centenas de adeptos do Sporting na cidade da Praia saíram esta noite às ruas da capital cabo-verdiana para festejar o 19.º título de campeão português de futebol, tentando conciliar a euforia com as regras impostas pela pandemia.

Passavam pouco mais de 15 minutos depois do fim do jogo, na terça-feira, quando uma tarja de vários metros foi colocada no topo de um dos edifícios à entrada do Bairro do Brasil, Achada de Santo António, casa de um antigo jogador do Sporting Clube da Praia, com o clube da capital cabo-verdiana a saudar o campeão de Portugal, entre cânticos e dança na rua.

“Já está aí. Sporting da Praia saúda o Sporting de Portugal”, contava à Lusa, pouco depois, a Isabel Lima, 56 anos, presidente da direção do clube cabo-verdiano, apontando para a tarja.

Ainda durante o jogo, e da vitória (1-0) sobre o Boavista que selou a conquista da I Liga, Isabel Lima falou telefonicamente com o cabo-verdiano Jovane Cabral, agora campeão português. Nas próximas horas, promete dar os parabéns diretamente à direção do clube de Lisboa.

“Agora é fazer a festa, com cuidado. Mas a pandemia não vai tirar o brilho, vamos festejar em segurança, isso é que importa”, explicou, enquanto a festa já se fazia na rua, sob o olhar atento de agentes da Polícia Nacional, que nos últimos dias redobrou as ações de vigilância ao cumprimento das regras de proteção contra a transmissão da covid-19, face ao crescente número de casos na capital.

“Estou feliz. Hoje é um dia grande”, atirava Isabel, enquanto observava as primas Dairiny e Maliah, ambas de seis anos, timidamente a saírem à rua, devidamente trajadas, para a estreia nos festejos ‘verde e brancos’.

“O Sporting ganhou”, suspirava, feliz, Dairiny, assumindo ser adepta ‘leonina’ por herança da avó, enquanto se abraçava à “prima-irmã”.

Daniel Spencer Brito, músico, compositor, jurista e sobretudo conhecido adepto do Sporting na Praia, explicou que não podia deixar de se juntar à festa à entrada do Bairro do Brasil, marcada pelas buzinas e apitos dos adeptos.

“Sinto-me me feliz. Foi um campeonato em que o Sporting, de facto, demonstrou que é a melhor equipa de Portugal neste momento”, contou, à Lusa, destacando que depois do sofrimento de 19 anos à espera do título, o futuro é esperar por mais, na Praia.

“Se continuarmos com esta equipa que temos agora é bem possível que venhamos a ser campeões na próxima temporada. Mas para já é fazer a festa”, assumiu.

Numa ronda pela cidade da Praia foi possível ver grupos de adeptos em festa, embora contida devido às regras da situação de calamidade decretada pelo Governo cabo-verdiano no final de abril, para tentar conter a pandemia de covid-19.

Ainda assim, Linda Monteiro, 49 anos, adepta ferrenha do Sporting, da Praia e de Portugal, promete festa “toda a noite” naquele bairro, sem esconder a alegria da conquista do título.

“Está muito bom. Estou feliz”, desabafou.

00h07 – Ex-jogadores festejam feito leonino nas redes sociais

Os ex-jogadores do Sporting Rui Patrício, William Carvalho, Cédric e Daniel Podence foram alguns dos que recorreram às redes sociais para celebrar a conquista do título de campeão da I Liga de futebol pelo seu antigo clube.

O atual guarda-redes do Wolverhampton e da seleção nacional, que representou a equipa principal dos leões em 12 temporadas, manifestou na rede social Instagram “a maior das felicidades” e endereçou os seus parabéns ao Sporting, colocando uma foto do atual plantel e do treinador Rúben Amorim com a mensagem ‘Eu sou Campeão’, que, entretanto, já foi partilhada por muitos adeptos nas redes sociais.

A mesma fotografia foi escolhida por William Carvalho, atualmente no Bétis depois de cinco anos de ‘leão ao peito’.

“Muitos parabéns, Sporting Clube de Portugal 2020-2021”, resumiu o médio internacional português no Instagram, uma mensagem seguida também por Daniel Podence (Wolverhampton): “Muitos parabéns a todos pelo feito”.

Já o lateral Cédric, agora no Arsenal e que esteve ao serviço do plantel principal do Sporting durante cinco temporadas, vincou através da sua assessoria de imprensa o orgulho pela vitória ‘leonina’ na I Liga 2020-2021 e frisou a sua felicidade pelo título enquanto “adepto”.

“Olá a toda a família sportinguista. Queria, desde já, dar os parabéns à equipa e a todo o staff, ao clube e a todas as pessoas envolvidas nesta conquista. Eu, como adepto, estou muito orgulhoso do que esta equipa conseguiu atingir, que é excecional, foi uma excelente época. Muitos parabéns, eu como adepto não podia estar mais feliz e orgulhoso. Toda a família e todos os adeptos deste grande clube merecem este tão desejado título, que há tanto esperávamos. Os meus parabéns à equipa, ao treinador e ao staff. Fantástico”, disse.

00h05 – Godinho Lopes vê aposta na formação como “decisiva” para o título

O antigo presidente do Sporting, Godinho Lopes, classificou de “momento único e efetiva alegria” a conquista a I Liga portuguesa de futebol pelo clube de Lisboa, 19 anos depois, considerando a aposta na formação “decisiva”.

“Hoje é um dia de união, de vitória e de celebração e estamos todos felizes por isso”, afirmou à Lusa Godinho Lopes, que liderou o Sporting entre 2011 e 2013.

Para o antigo dirigente a aposta na formação foi “decisiva”, recordando que entre o campo e o banco o Sporting tinha nove jogadores da formação.

“Veio revelar que esta aposta (na formação) bem direcionada e bem conseguida deu alegria àquilo que temos de melhor, que é a formação”, referiu.

Ao longo deste tempo, Godinho Lopes assumiu ter acreditado que Frederico Varandas, o atual presidente dos ‘leões’, juntamente com a atual direção era capaz de “reviver os valores do clube”.

“O Rúben Amorim (treinador) trouxe-nos a estabilidade que precisávamos porque a estabilidade interna do clube só se consegue ganhando. A equipa ao ganhar jogo após jogo conseguiu calar os críticos e unir os sportinguistas”, sublinhou.

Este “momento único” tem de se ser celebrado, reforçando que a vitória no campeonato é “sempre especial”, mais ainda 19 anos depois, entendeu, lembrando que enquanto vice-presidente já tinha celebrado a conquista dos títulos em 1999/2000 e 2001/2002.

O antigo dirigente assinalou ainda a recente conquista da Liga dos Campeões de futsal pelos leões, equipa orientada pelo técnico Nuno Dias, contratado durante o seu mandato.

00h03 – Manuel Fernandes: “Experiência e juventude” foram fórmula de sucesso

O antigo capitão do Sporting Manuel Fernandes hoje o trajeto dos ‘leões’ ao longo de toda a época futebolística 2020/21 e considerou o clube justo campeão da I Liga portuguesa.

“O Sporting foi, de longe, de muito longe, a melhor equipa: teve muita personalidade, muita vontade de ganhar os jogos, foi uma equipa que valeu pelo seu todo, pelo coletivo, sempre muito solidários e fez uma época como nunca vi”, disse Manuel Fernandes, em declarações à estação televisiva do clube.

O antigo avançado ‘leonino’, e uma das referências do clube ‘verde e branco’, elogiou a estratégia da direção de Frederico Varandas e considerou que conjugar experiência e juventude resultaram numa grande equipa.

“A direção contratou quatro ou cinco jogadores para fortalecer um grupo de jovens e foi vê-los crescer como apostas constantes do Rúben Amorim. Experiência e juventude foram a fórmula do sucesso”, sublinhou o antigo avançado, que capitaneou os ‘leões’ no título de 1981/82.

Quanto aos destaques no plantel ‘leonino’, Manuel Fernandes não tem dúvidas de que o capitão ‘verde e branco’ foi o esteio desta conquista.

“Coates está em todo o lado. Este ano demonstrou o jogador que é e tem de ser o melhor jogador do campeonato”, terminou.

O Sporting sagrou-se hoje campeão português de futebol pela 19.ª vez, 19 anos após a última conquista, ao vencer na receção ao Boavista, por 1-0, com um golo de Paulinho, aos 36 minutos do jogo da 32ª jornada da I Liga.

Quando faltam duas jornadas para o fim do campeonato, os ‘leões’ somam 82 pontos, mais oito do que o FC Porto, segundo classificado, que detinha o título.

23h59 – Centenas celebram título junto ao Núcleo do clube em Setúbal

O Núcleo do Sporting de Setúbal, no Bairro do Monte Belo, foi o epicentro das celebrações de centenas de adeptos do clube da cidade sadina pela conquista do 19.º título de campeão nacional.

Assim que terminou o jogo com o Boavista, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, que o Sporting venceu por 1-0, pequenos grupos de adeptos começaram a confluir para as imediações do recinto em que está sediado o Núcleo dos sportinguistas.

Ao mesmo tempo, na Avenida Antero de Quental, em frente ao reduto dos ‘leões’, começou a formar-se uma caravana automóvel com os adeptos do Sporting a buzinarem repetidamente e empunharem cachecóis e bandeiras.

A euforia dos sportinguistas, que voltaram a celebrar o título nacional 19 anos após a última conquista, era evidente, com cânticos de apoio como “campeões, campeões, nós somos campeões”.

Eufórico pelo momento vivido estava João Gonçalves, adepto que foi para junto do Núcleo do clube acompanhado por outros dois amigos sportinguistas e que confessou ter esperado muito tempo pelo dia de hoje.

“Sonhei muito com este momento. A espera foi longa, mas valeu a pena. Estamos aqui hoje a celebrar numa altura em que ainda faltam duas jornadas para o final. É espetacular. Agora, é acabar o campeonato invicto”, desejou.

No centro da cidade de Setúbal, cerca de uma hora após o final do jogo com o Boavista, o ambiente era bem mais calmo em comparação com o vivido no Bairro do Monte Belo, conforme testemunhou a agência Lusa.

Se por um lado, vários automóveis buzinavam na Avenida Luísa Todi, principal artéria setubalense, a Praça de Bocage, ‘coração’ da cidade, estava completamente vazia, confirmando que o epicentro das celebrações do campeonato conquistado foi mesmo o Núcleo do Sporting de Setúbal.

23h57 – “Onda” verde e branca em Leiria

Uma “onda” verde e branca inundou hoje a cidade de Leiria, onde centenas de adeptos sportinguistas festejaram o 19.º título de campeão nacional de futebol alcançado pelo clube, 19 anos depois da última conquista.

Assim que se fez ouvir o apito final do jogo que colocou frente a frente Sporting e Boavista, no Estádio José de Alvalade, em Lisboa, dezenas de carros e centenas de pessoas começaram a confluir para a zona da Fonte Luminosa, ocupando esta, a rotunda do Sinaleiro e as imediações.

A alegria dos adeptos – muitos dos quais envergando cachecóis e camisolas, mas nem todos cumprindo o distanciamento físico, como constatou a Lusa no local – foi acompanhada de foguetes, petardos, buzinadelas e cânticos.

“Fui campeão há 19 anos aqui neste sítio onde estou agora”, disse Richard Oliveira, hoje com 39, que se fez à festa acompanhado da mulher e da filha, de cinco anos, que “ainda não é sócia, mas vai ser brevemente”.

Para o adepto, “é preciso ser diferente e ter um grande espírito de sacrifício”, para, “ao fim de 19 anos”, viver esta que “é a melhor emoção do mundo”.

“Leiria é um dos grandes bastiões sportinguistas do país”, acrescentou, para lembrar que há quase duas décadas “foi exatamente a mesma coisa, uma onda de energia” que agora se repete e que “há muito os sportinguistas precisavam e mereciam”.

Já Flávio Nunes, nascido em 2002, quando, há 19 anos, o Sporting se tinha sagrado campeão pela última vez, admitiu: “Hoje é o dia mais feliz da minha vida. É o dia em que vejo o meu clube ser campeão pela primeira vez”.

Fábio Barbosa, de 27 anos, “portista completo”, festejava com Flávio e outros amigos.

“Os sportinguistas também merecem ser campeões. Não pode ser só o Benfica e o FC Porto”, declarou.

23h55 – Godinho Lopes vê aposta na formação como “decisiva” para o título

O antigo presidente do Sporting, Godinho Lopes, classificou de “momento único e efetiva alegria” a conquista a I Liga portuguesa de futebol pelo clube de Lisboa, 19 anos depois, considerando a aposta na formação “decisiva”.

“Hoje é um dia de união, de vitória e de celebração e estamos todos felizes por isso”, afirmou à Lusa Godinho Lopes, que liderou o Sporting entre 2011 e 2013.

Para o antigo dirigente a aposta na formação foi “decisiva”, recordando que entre o campo e o banco o Sporting tinha nove jogadores da formação.

“Veio revelar que esta aposta (na formação) bem direcionada e bem conseguida deu alegria àquilo que temos de melhor, que é a formação”, referiu.

Ao longo deste tempo, Godinho Lopes assumiu ter acreditado que Frederico Varandas, o atual presidente dos ‘leões’, juntamente com a atual direção era capaz de “reviver os valores do clube”.

“O Rúben Amorim (treinador) trouxe-nos a estabilidade que precisávamos porque a estabilidade interna do clube só se consegue ganhando. A equipa ao ganhar jogo após jogo conseguiu calar os críticos e unir os sportinguistas”, sublinhou.

Este “momento único” tem de se ser celebrado, reforçando que a vitória no campeonato é “sempre especial”, mais ainda 19 anos depois, entendeu, lembrando que enquanto vice-presidente já tinha celebrado a conquista dos títulos em 1999/2000 e 2001/2002.

O antigo dirigente assinalou ainda a recente conquista da Liga dos Campeões de futsal pelos leões, equipa orientada pelo técnico Nuno Dias, contratado durante o seu mandato.

Godinho Lopes revelou estar a festejar, juntamente com membros da sua antiga direção, com quem se junta habitualmente todos os meses nos últimos oito anos num restaurante no Campo Pequeno, em Lisboa.

23h53 – Dias da Cunha destaca “imenso mérito” do técnico Rúben Amorim

O antigo presidente do Sporting, Dias da Cunha, destacou hoje o “imenso mérito” do treinador Rúben Amorim na conquista do campeonato da I Liga portuguesa de futebol, alcançado hoje pelo clube de Lisboa.

“É realmente espantoso como o Rúben Amorim, no ano em que chega ao Sporting e com jogadores pela primeira vez no clube, consegue o título. É absolutamente extraordinário e é um mérito imenso do treinador”, salientou à agência Lusa.

Até esta temporada o último presidente leonino a sagrar-se campeão nacional, na temporada 2001/2002, Dias da Cunha deixou ainda um agradecimento ao atual líder do clube, Frederico Varandas.

O antigo dirigente do Sporting lembrou que os tempos “são diferentes” e o “futebol evoluiu muito” desde o título em 2002.

“A diferença entre os primeiros e o resto era grande naquela época. Hoje em dia não é assim e os jogos são competitivos entre todas as equipas, do primeiro ao último”, vincou.

António Dias da Cunha, presidente do Sporting entre 2000 e 2005, realçou ainda a juventude do plantel e a qualidade do jogo.

“Além da juventude, destacam-se pela forma como conseguem jogar, a posse de bola que conseguem ter e as ocasiões de golo que criam”, apontou.

E salientou também a aposta do clube lisboeta na juventude e no jogador português, face aos rivais Benfica e FC Porto.

Dias da Cunha acredita que este título vai levar o clube a mais conquistas por não ter “acontecido por acaso”.

“Foi com muito mérito que o Sporting chegou ao primeiro lugar e confirmou o primeiro lugar”, atirou.

23h49 – Nuno Mendes diz que este título tem um sabor especial.

23h47 – Bruno de Carvalho diz que é dia de “esquecer as diferenças”

O ex-presidente do Sporting Bruno de Carvalho considera que este é um dia para “esquecer as diferenças” e festejar o título dos `leões`, deixando elogios ao treinador Rúben Amorim, que considerou “um maestro”.

Num artigo de opinião no site Bola na Rede, antigo presidente afirmou que, depois de ter “servido” o Sporting, ver o clube ter sucesso é ainda mais especial, explicando que quem é campeão ao serviço dos `leões` “entra para a história a letras de ouro”.

Bruno de Carvalho presidiu ao clube `leonino` entre 2013 e 2018, altura em que foi destituído do cargo, em Assembleia Geral. O ex-presidente leonino acabou mesmo por ser expulso de sócio, mas explicou que hoje é um dia para “esquecer” as divergências.

“Hoje é dia de chorar de alegria e de esquecer as diferenças que teimam em não deixar que nos unamos. E, por muito que essas diferenças nos magoem profundamente, hoje é tempo de pensar no que nos liga a todos: o amor pelo Sporting Clube de Portugal! E, seja onde for, comemorem de cabeça bem erguida. Porque merecemos! Todos! Merecemos esta felicidade!”, referiu.

Bruno de Carvalho deixou ainda muitos elogios ao treinador Rúben Amorim.

“O Rúben Amorim foi excecional. Conseguiu um controlo do balneário como eu não via faz muito tempo. Conseguiu retirar todo o talento e o prazer de cada atleta. Foi um verdadeiro maestro de um plantel que quase conseguiu atingir a perfeição. Este plantel foi absolutamente magnífico”, salientou.

23h45 – Nuno Mendes diz estar muito feliz pela conquista do título pelo Sporting

O lateral disse que se sente muito feliz e orgulhoso pelo título conquistado esta terça-feira pelo Sporting. “Está a ser uma época brilhante e tenho de continuar a trabalhar porque isto é o início de uma grande época”.

23h43 – “Título é tudo aquilo que nós desejávamos”

Tiago Tomás disse que festejar o título pelo Sporting é a maior felicidade da sua vida. “Sempre acreditámos que era possível, sempre confiámos em nós”.

23h41 – Matheus Nunes: “No início ninguém dava nada por nós”

Matheus Nunes disse em entrevista que o segredo do sucesso do Sporting passou pela união do grupo.

23h39 – Paulo Futre dá os parabéns pelo título

O ex-futebolista Paulo Futre já deu os parabéns ao Sporting, clube no qual fez grande parte da sua formação, pelo 19.º título de campeão português de futebol, conquistado hoje.

“Campeão nacional! Muitos parabéns”, escreveu Paulo Futre, numa publicação nas redes sociais, acompanhada de uma fotografia dos seus tempos de jogador em Alvalade.

Já durante a tarde, Futre tinha questionado se seria hoje que o Sporting ia voltar a conquistar o título, 19 anos depois.

Formado no Sporting, Futre apenas fez uma época na equipa principal dos ‘leões’, em 1993/94.

23h37 – Sporting já levantou a Taça. Coates recebeu o troféu em festa ruidosa mas sem público

O Sporting ergueu hoje o troféu de campeão português de futebol da época 2020/21, perante um estádio José Alvalade vazio, mas com apoio ruidoso no exterior do recinto, onde milhares de adeptos celebram a conquista do troféu.

O uruguaio Sebastian Coates recebeu das mãos de Pedro Proença, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, o 19.º troféu de campeão, que o Sporting não conquistava há 19 anos.

O capitão Coates, o último a subir ao palanque, ergueu o troféu, ao som da música We are the champions, dos Queen, depois de ter passado pelo presidente do Sporting, Frederico Varandas, a quem, em tom de brincadeira, bateu continência.

Os novos campeões, que sucedem ao FC Porto, foram chamados um a um para o palanque, onde já estava colocado o troféu, o primeiro a chegar ao atual estádio dos `leões`, inaugurado em 2003.

O técnico Ruben Amorim, com uma camisola igual à dos jogadores, foi dos últimos a ser chamado para a festa, à qual assistiram, no relvado, vários familiares.

Pouco mais de meia depois da vitória por 1-0 sobre o Boavista, o relvado de Alvalade engalanou-se para a entrega do troféu, numa festa sem público, devido à pandemia de covid-19, que obrigou a que toda a época tenha sido jogada à porta fechada.

Um golo de Paulinho aos 37 minutos frente ao Boavista, em jogo da 32ª jornada, garantiu o triunfo, a conquista do título, e manteve a invencibilidade do Sporting na presente edição da prova, na qual soma 25 triunfos e sete empates.

Os `leões`, que precisavam de apenas dois pontos para assegurar o título, visitam na próxima semana o vizinho e rival Benfica, envolvido na luta pelo segundo lugar, na condição de campeões, e fecham a época em casa, com o Marítimo.

Durante o encontro, foi sempre audível no interior do estádio o apoio sonoro dos adeptos, apesar de durante algum tempo ter sido “abafado” por sirenes da polícia e bombeiros, devido a alguns desacatos no exterior.

23h35 – Rúben Amorim admite que o título conquistado lhe retirou “peso”

O treinador do Sporting, Rúben Amorim, elogiou e agradeceu ao grupo de trabalho após a conquista do título de campeão nacional por parte do Sporting.

23h33 – Antigos jogadores enviam parabéns e agradecem ao plantel ‘leonino’

O antigo capitão do Sporting Bruno Fernandes, atualmente no Manchester United, felicitou e agradeceu aos futebolistas dos ‘leões’ pela conquista do título de campeão português de futebol.

“Parabéns a todos vocês e obrigado”, escreveu o médio internacional português, de 26 anos, que alinhou no clube ‘verde e branco’ entre 2017 e janeiro de 2020, na sua página oficial no Instagram.

O espanhol Diego Capel, também antigo jogador do Sporting, partilhou a felicidade no Twitter.

“Parabéns meu Sporting. Estou imensamente feliz por vocês! Esses fãs merecem mais do que qualquer um! Rugido de leão grande de Portugal”, escreveu o extremo, que terminou a carreira na época passada e alinhou nos ‘verde e brancos’ entre 2011 e 2015.

Mais expressivo, mas menos expansivo nas palavras, foi o colombiano Fredy Montero, que partilhou apenas uma fotografia com a camisola do clube, acompanhada da legenda “Sporting campeão”.

O atual avançado dos norte-americanos do Seattle Sounders vestiu a camisola ‘leonina’ em cinco temporadas, entre 2013/14 e 2015/16 e entre 2017/18 e 2018/19.

23h32 – Luís Figo fala em “alegria e orgulho”

O ex-futebolista Luís Figo deu hoje os parabéns ao Sporting pelo título português de futebol, assumindo uma “grande alegria e orgulho” pela conquista.

“Grande alegria e orgulho! Parabéns a todos”, escreveu Luís Figo, na sua conta oficial no Twitter.

Formado no Sporting, Luís Figo fez quatro temporadas na equipa principal do Sporting, entre 1991 e 1995, mas apenas conquistou uma Taça de Portugal, no seu último encontro pelo clube.

O Sporting sagrou-se hoje campeão português de futebol pela 19.ª vez, 19 anos após a última conquista, ao vencer na receção ao Boavista, por 1-0, com um golo de Paulinho, aos 36 minutos do jogo da 32.ª jornada da I Liga.

Quando faltam duas jornadas para o fim do campeonato, os ‘leões’ somam 82 pontos, mais oito do que o FC Porto, segundo classificado, que detinha o título.

23h31 – Este foi o jogo. Há 19 anos que os adeptos “leoninos” ansiavam por este momento. Um golo de Paulinho valeu a conquista, esta noite, do tão desejado título. Uma noite de festa marcada por confrontos no exterior do estádio entre a PSP e adeptos. Lá dentro, a festa tem lugar para consagrar os novos campeões nacionais de futebol.

23h29 – Alvalade é o palco de uma festa sem fim

23h27 – Pedro Barbosa fala em “dia de grande felicidade para todos os sportinguistas”

O ex-futebolista e ex-capitão do Sporting Pedro Barbosa afirmou que a confirmação dos ‘leões’ como campeões nacionais da I Liga, 19 anos depois, “é um dia de grande felicidade”.

O comentador da TVI24, que representou o Sporting entre 1995/96 e 2004/05, tendo capitaneado o clube nos dois títulos anteriores, em 1999/00 e 2001/02, não tem dúvidas de que “os sportinguistas estão felizes”.

“É um dia de grande felicidade para todos os sportinguistas. Como vimos desde bem cedo, a zona de Alvalade começou a ficar repleta de gente. Acho que era perfeitamente natural que as coisas acontecessem desta forma, que os adeptos estivessem presentes, mais uma vez, apesar dos tempos diferentes em que vivemos”, afirmou.

Segundo Pedro Barbosa, esta temporada, o Sporting tem várias figuras de destaque, sendo o treinador Rúben Amorim a principal, mas também Sebastián Coates, que o sucede como capitão campeão.

“Eu gostava de ter sido substituído há muito anos”, afirmou, com um sorriso, Pedro Barbosa.

Para já, o momento é de festa até porque os gritos estão guardados há 19 anos.

“Foram muitos anos de espera. Acho que os sportinguistas estão felizes. Hoje é um dia de orgulho sportinguista. Eu, enquanto sportinguista, estou muito feliz. Acho que já deveria ter acontecido há mais tempo. Infelizmente, as coisas não correram como queremos. Foi agora. É com todo o mérito e com toda a justiça. É um dia para festejar e um dia de grande felicidade para todos os sportinguistas”, rematou.

23h26 – Sporting com saldo positivo de 16 pontos nos últimos 10 minutos

O Sporting ‘transformou’ duas derrotas e seis empates em vitórias e dois desaires em igualdades depois dos 80 minutos na I Liga de futebol, para um saldo positivo de 16 pontos, descontando os dois triunfos que deixou fugir.

Os últimos 10 minutos de jogo, mais os descontos, foram férteis em emoções ao longo da época para toda a ‘família leonina’, que teve quase sempre razões para ‘rir por último’, não se livrando, ainda assim, de dois dissabores na caminhada rumo ao título.

Das oito vitórias conseguidas perto do final, em duas o Sporting estava a perder aos 80 minutos, por 1-0, curiosamente nos dois jogos com o Gil Vicente.

Em casa, num jogo da primeira ronda disputado após a quinta, Sporar (82 minutos), Tiago Tomás (84) e Pedro Gonçalves (90+6) deram o triunfo ao Sporting e, em Barcelos, à 18.ª, valeu um ‘bis’ do capitão Coates (83 e 90+1).

Nos outros seis triunfos ‘tardios’, o Sporting seguia empatado, o que aconteceu face a Santa Clara (2-1 fora, à quinta jornada), Farense (1-0 em casa, à 10ª), Benfica (1-0 em casa, à 16ª), Tondela (1-0 fora, à 23ª), Sporting de Braga (1-0 fora, à 29ª) e Nacional (2-0 em casa, à 30ª).

23h25 – João Pereira e Nuno Santos eram os únicos campeões lusos

João Pereira e Nuno Santos, ambos pelo Benfica, são os únicos campeões em 2020/21 pelo Sporting que já tinham conquistado a I Liga portuguesa de futebol, com o treinador Ruben Amorim a ser o mais titulado.

O jovem treinador ‘leonino’, de 36 anos, foi três vezes campeão pelas ‘águias’, em 2009/10, 2013/14 e 2014/15, todos sob o comando de Jorge Jesus, que regressou esta temporada ao Benfica.

O experiente João Pereira, de 37 anos, regressou ao Sporting e a Portugal a meio da temporada, repetindo o título conquistado em 2004/05, na sua última temporada a tempo inteiro no Benfica.

Contratado esta temporada ao Rio Ave, Nuno Santos já tinha sido campeão em 2015/16, numa temporada em que fez apenas alguns minutos pela equipa principal das ‘águias’, sob o comando de Rui Vitória, no encontro com o Belenenses (triunfo por 6-0), na quarta jornada.

23h23 – Pedro Proença felicita e fala em “troféu há muito desejado”

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Pedro Proença, felicitou o Sporting por ter conquistado o título de campeão “há muito desejado pelo clube, pelos adeptos e pelos jogadores”.

Numa nota divulgada no site oficial do organismo, Proença congratulou o clube de Alvalade “pelo excelente campeonato” realizado e “pelo troféu conquistado, naquela que é uma competição cada vez mais imprevisível e competitiva”.

“Este é um trofeu há muito desejado pelo clube e pelos seus adeptos e jogadores, que vão ter a oportunidade de levantá-lo esta noite e celebrarem juntamente com os seus adeptos, ainda que à distância, uma vez que não foi possível tê-los no estádio, num desejo que era de todos. Uma equipa que não perde um jogo até esta altura está, claramente, de parabéns”, expressou o líder da LPFP.

23h21 – Coates imperou na defesa e no ataque

O capitão Coates e Pedro Gonçalves foram as figuras predominantes do coletivo do Sporting na caminhada para o 19.º título de campeão nacional de futebol, bem secundados por Adán e João Palhinha.

O médio ofensivo, de 22 anos, chegou a Alvalade proveniente do Famalicão para se afirmar no conjunto orientado por Rúben Amorim, assumindo-se como o ‘motor’ da equipa, que continua invicta, principalmente pela capacidade de finalização.

Ainda assim, Pedro Gonçalves é um dos indiscutíveis no ‘onze’ de Alvalade e lidera a lista de melhores marcadores da I Liga, juntamente com o benfiquista Haris Seferovic, ambos com 18 golos.

O internacional português sub-21 tornou-se o grande destaque da equipa, muito por culpa da entrada de rompante que teve, com 10 golos em seis jogos consecutivos dos ‘verde e brancos’, entre a quinta e a nona jornadas – com um em atraso da primeira pelo meio -, nas quais ‘bisou’ diante de Santa Clara (1-2), Tondela (4-0), Vitória de Guimarães (0-4) e Moreirense (2-1).

O segredo do 19.º título ‘leonino’ não esteve apenas no meio-campo, começando, desde logo, entre os postes, com a aquisição do guarda-redes espanhol Antonio Ádan a revelar-se muito acertada, depois de duas épocas no Atlético de Madrid em que praticamente não jogou.

O experiente guardião, quase a completar 34 anos, apresentou-se inúmeras vezes intransponível na baliza, anotando grandes exibições, que valeram preciosos pontos, e nem mesmo um ou outro erro, ‘mancham’ a aposta no guarda-redes formado no Real Madrid.

A cumprir a sexta época em Alvalade, o central uruguaio Sebastián Coates foi não só imperial no capítulo defensivo, como no ofensivo, conseguindo golos que valeram pontos preciosos numa caminhada histórica.

Esta é a temporada mais goleadora do defesa internacional, de 30 anos, que contabiliza sete golos, sendo que os mais importantes aconteceram quando empates e derrotas pareciam ser o desfecho mais provável, nomeadamente em Barcelos (2-1), onde operou a reviravolta com um ‘bis’, à 18ª jornada, na receção ao Santa Clara (22ª), ao marcar o 2-1 final, e, mais recentemente, face ao Beleneneses SAD (28ª), também em Alvalade, ao marcar o golo que iniciou a recuperação rumo ao empate (2-2).

23h20 – As palavras de Paulinho, autor do golo do título

Paulinho, autor do golo que deu a vitória e o título de campeão ao Sporting, tem dificuldade em expressar a emoção que o invade neste momento.

“Não há palavras. São 28 anos a pensar neste momento. Mais difícil quando estamos num clube que não ganha há 19 anos”, referiu Paulinho.

FonteRTP

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.