InicioEconomiaPetróleo: Angola produz menos 16 mil barris em Abril

Petróleo: Angola produz menos 16 mil barris em Abril

A produção média de petróleo no país, em Maio, foi de 1,140 milhões de barris por dia, uma redução de cerca de 16 mil barris face a Abril, de acordo com dados da Organização dos Países Produtores de Petróleo (OPEP), divulgados nesta terça-feira.

Em comparação à quota a que tem direito, à luz do acordo entre a OPEP e parceiros, Angola produziu menos 127 mil barris. Para abril, o acordo atribuiu ao país a possibilidade de produzir 1,267 milhões de barris por dia.

Angola foi, assim, um dos três países do cartel com diminuição considerável na produção. Os outros foram a Venezuela e a Líbia, cujas produções reduziram 81 mil e 67 mil barris, respectivamente.

De acordo com a OPEP, citando fontes secundárias, a produção total de petróleo bruto do cartel (13 produtores) foi de uma média de 25,08 milhões de barris dia, em Abril, um aumento de 0,03 milhões de barris.

Contribuíram consideravelmente para o aumento a Nigéria, o Irão e a Arábia Saudita.

Por outro lado, no seu relatório mensal, a OPEP estimou que a demanda aumentará 5,95 milhões de barris por dia este ano, ou seja, 6,6%. A previsão permaneceu inalterada em relação ao mês passado.

No entanto, a organização alerta para “incertezas significativas”, principalmente em torno da pandemia, enquanto a preocupação com a Índia pesa sobre os preços do petróleo. O petróleo caiu depois que o relatório foi divulgado, mas ainda está em alta de 30% este ano, perto de 68 dólares o barril.

“A Índia actualmente enfrenta graves desafios relacionados ao covid-19 e, portanto, enfrentará um impacto negativo na sua recuperação no segundo trimestre, mas espera-se que continue a melhorar o seu ímpeto novamente no segundo semestre de 2021”, estima a OPEP. As refinarias de petróleo do país estão a reduzir as respectivas taxas de processamento do petróleo.

A Índia é o terceiro maior consumidor do mundo e o segundo mercado de exportação do petróleo angolano, representando cerca de 8% das compras, depois da China que representa mais de 60%.

No relatório mensal, a OPEP cortou a sua previsão da procura do petróleo para o segundo trimestre em 300 mil barris por dia e aumentou a sua estimativa para o terceiro trimestre em 150 mil barris e em 290 mil barris nos últimos três meses de 2021.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.