InicioMinistériosMinistério do AmbienteExecutivo pondera transferir para os municípios gestão das obras do PIIM

Executivo pondera transferir para os municípios gestão das obras do PIIM

A secretária de Estado do Ambiente, Paulo Francisco Coelho, afirmou, nesta sábado, no Luena, que algumas obras do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), a cargo do Governo central, poderão ser transferidas para as localidades beneficiárias, para garantir maior eficácia na sua execução.

Em declarações à imprensa, no final da visita de cinco dias à província do Moxico, encabeçando uma delegação multissectorial para avaliar a execução do PIIM, a responsável afirmou que esta preocupação foi apresentada pelos empreiteiros, prometendo apresentar às estruturais centrais do Executivo.

Informou que a decisão surge pelo facto de se registar problemas de comunicação entre os órgãos locais e centrais, agravado pela debilidade tecnológica, contribuindo no atraso das emissões de facturas e outra documentação.

“O grupo técnico vai também apresentar aos órgãos centrais, por recomendação dos empreiteiros, a necessidade de se reparar as vias de acesso, que tem sido o principal constrangimento na operacionalização do PIIM na região. Por outro lado, alertamos ao órgão local no sentido de avaliar as empresas de construção e de fiscalização, para se garantir maior qualidade das obras”, salientou.

Durante a sua permanência na província do Moxico, o grupo técnico multissectorial avaliou o nível de execução das obras do PIIM nos municípios dos Bundas e Luchazes, entre escolas, unidades sanitárias, sistemas de iluminação pública, de água, terraplanagem das ruas, entre outras.

A província do Moxico tem em carteira 116 projectos inscritos no PIIM, sete dos quais concluídos, avaliados em mais de 22 mil milhões de kwanzas.

FonteAngop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.