InicioMundo LusófonoCabo VerdeCabo Verde será afectado por suspensão de exportação de AstraZeneca pela Índia

Cabo Verde será afectado por suspensão de exportação de AstraZeneca pela Índia

Com o aumento de casos de Covid-19 na Índia, o país suspende a exportação da vacina da AstraZeneca, o que põe em causa a imunização nalguns países que dependem da COVAX. Cabo Verde é um desses países, por isso, o arquipélago está a negociar a aquisição de outras vacinas

Actualmente Cabo Verde está a imunizar a população com vacinas da AstraZeneca e da Pfizer adquiridas no quadro da iniciativa Covax, mas as doses ainda disponíveis são insuficientes para atingir a meta de vacinar 70 por cento da população até final deste ano.

As autoridades cabo verdianas procuram alternativas noutras frentes e, por conseguinte, começaram a negociar a aquisição de outras vacinas.

A Sinovac e Sinopharm produzidas na China e a Sputnik V da Rússia são as vacinas que Cabo Verde aguarda apenas a aprovação da Organização Mundial de Saúde para poder adquiri-las, garante, o Director Nacional de Saúde, Jorge Noel Barreto.

“Nós temos neste momento duas vacinas chinesas que estão no processo de avaliação e poderemos ter a sua autorização, nos próximos dias, dada pela OMS. A vacina russa também está a passar por este mesmo processo. Esperamos que, muito brevemente, tenhamos notícias positivas em relação à vacina russa para que possamos ter mais opções de acesso a vacinas”

Desde que começou a campanha de vacinação no país, até o dia 4 de Abril de 2021, mais de 16 mil pessoas já tinham sido recebido a primeira dose da vacina da AstraZeneca ou da Pfizer.

Cerca de 11 mil idosos já receberam a primeira dose da vacina da AstraZeneca, em Cabo Verde, e quatro mil e trinta e três profissionais de saúde já foram vacinados.

FonteRFI

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.