- Publicidade-
InicioMundoEuropaSem máscara e distanciamento, rave reúne 3 mil em Liverpool

Sem máscara e distanciamento, rave reúne 3 mil em Liverpool

Evento é parte de um programa piloto do governo britânico para testar se grandes aglomerações podem ocorrer com segurança no momento em que país flexibiliza medidas restritivas da pandemia.

Milhares de pessoas festejaram noite adentro de sexta até a madrugada deste sábado (01/05) em Liverpool, no Reino Unido, na primeira noite legal em um clube noturno no Reino Unido sem uso de máscaras e distanciamento social desde o início da pandemia.

A festa reuniu cerca de 3 mil na pista de dança de um armazém no cidade no noroeste da Inglaterra. O evento fez parte de um programa piloto do governo britânico para testar se grandes aglomerações podem ocorrer com segurança durante fase de flexibilização das restrições da pandemia de coronavírus. Um segundo evento foi agendado para este sábado.

Todos os participantes tiveram que apresentar um teste para o coronavírus com resultado negativo realizado com menos de 24 horas de antecedência e devem fazer outro teste cinco dias após o evento. Nenhuma máscara e distanciamento social foram exigidos no local, contudo.

“Estamos muito animadas!”, disse Leah Lawless, de 18 anos, uma das sortudas portadoras de ingresso, segundo a agência de notícias PA.

Foi a primeira rave legal em casa noturna no Reino Unido desde início da pandemia
(DR)

“Projecto necessário”
O produtor do evento Sam Newson ressaltou que o projeto é urgentemente necessário numa indústria que foi duramente atingida pelas restrições do coronavírus. “Eu subi no palco no início e tive um pouco de lágrimas nos olhos. Não vou mentir para você, é muito emocionante”, disse Newson.

O diretor de saúde pública de Liverpool, Matt Ashton, disse que aqueles que testarem positivo após a festa terão que se isolar. “Gostaríamos de acompanhá-los e perguntar onde eles estiveram e com quem estiveram em contato”, afirmou. No entanto, ele acrescentou não esperar que ninguém tenha um teste positivo como resultado do projeto.

Este não foi o primeiro experimento do tipo realizado na Europa.

Outros experimentos
Na Holanda, uma festa reuniu no fim de março 1.500 participantes. Todos também tinham que ter testado negativo para o coronavírus. Seus movimentos eram rastreados durante a festa para os cientistas observarem o potencial de transmissão da covid-19 em um ambiente típico de festival. Os participantes também seriam monitorados novamente dias depois do evento.

Outras experiências similares contavam com regras restritivas, como máscaras e distanciamento.

No final de Março, um show para uma plateia de cinco mil pessoas em Barcelona, Espanha, testou a segurança de um evento desse tipo em face do coronavírus, caso sejam tomadas as devidas precauções sanitárias.

Houve outros experimentos similares em Berlim e Leipzig, na Alemanha, além de outros na Austrália, Dinamarca e Bélgica.

- Publicidade -
FonteDW
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.