- Publicidade-
InicioMinistériosMinistério das Telecomunicações e Tecnologias de InformaçãoNo Dia Mundial de Liberdade de Imprensa, ONU diz que jornalismo livre...

No Dia Mundial de Liberdade de Imprensa, ONU diz que jornalismo livre combate desinformação (Vídeo)

Em mensagem de vídeo, secretário-geral fala de desafios, como censura e assédio, e diz que situação continua piorando; para Guterres, informação é “bem público”.

Neste 3 de Maio, as Nações Unidas comemoram o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa com o tema “Informação como bem público”.


MENSAGEM DO SECRETÁRIO GERAL DAS NAÇÕES UNIDAS ENGº ANTÓNIO GUTERRES – YOU TUBE 2021

Em mensagem, o secretário-geral lembra os desafios criados pela Covid-19, que  “sublinham o papel crítico da informação confiável, verificada e universalmente acessível para salvar vidas e construir sociedades fortes e resilientes.”

Importância 

Guterres disse que, durante a pandemia e em outras crises, incluindo a emergência climática, “jornalistas e profissionais da imprensa ajudam-nos a navegar por um cenário de informações em constante mudança”, ao mesmo tempo em que se enfrenta imprecisões e inverdades perigosas.

Em muitos países, os profissionais correm grandes riscos pessoais, incluindo novas restrições, censura, abuso, assédio, detenção e até morte, simplesmente por fazerem o seu trabalho. E para ele, “a situação continua a piorar.”

O impacto da pandemia atingiu duramente muitos meios de comunicação, ameaçando a sua própria sobrevivência.

O chefe da ONU lembrou que “à medida que os orçamentos apertam, estreita-se também o acesso a informações confiáveis.” Ele citou ainda rumores, informações falsas e opiniões extremas e divisões que surgem para “preencher este espaço.”

Apelo

Nesta data, o secretário-geral apelou aos governos que façam tudo ao seu alcance para apoiar a liberdade, a independência e a diversidade dos mídia.

Guterres acredita que “o jornalismo livre e independente” é um é aliado no combate à desinformação.

Ele lembrou o Plano de Ação das Nações Unidas para a Segurança de Jornalistas, aprovado em 2013, que visa criar um ambiente seguro para profissionais do ramo em todo o mundo.

Em 2021, ocorre o 30º aniversário da Declaração de Windhoek para o Desenvolvimento de uma Imprensa Africana Livre, Independente e Plural.

António Guterres pediu uma reflexão e renovação dos esforços para proteger a liberdade de imprensa, para que “a informação continue a ser um bem público para todos que salva vidas.”

Grupo de jornalistas em Kinshasa, capital da República Democrática do Congo (Foto ONU/Sylvain Liechti)

Conferência

Esse ano, a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, organiza a Conferência Global sobre a data em parceria com o Governo da Namíbia.

A iniciativa ocorre até 3 de maio, em Windhoek, com eventos virtuais e presenciais, incluindo palestras, mostras artísticas e exibições de filmes.

Participam líderes do sector, ativistas, políticos, especialistas em mídia, artistas e pesquisadores de todo o mundo.

O objectivo é chamar a atenção urgente para a ameaça de extinção enfrentada pela mídia local de todo o mundo, uma crise agravada pela pandemia.

Serão apresentadas ideias para enfrentar os desafios online, aumentar a transparência das empresas de internet, fortalecer a segurança dos jornalistas e melhorar suas condições de trabalho.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.