- Publicidade-
InicioMundo LusófonoMoçambiqueMoçambique: Cruz Vermelha à procura de 2.600 desaparecidos de Palma

Moçambique: Cruz Vermelha à procura de 2.600 desaparecidos de Palma

O ataque à vila de Palma, na província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique, a 24 de Março, desintegrou milhares de famílias. O Comité Internacional da Cruz Vermelha aponta cerca de 2.600 pessoas desaparecidas, mas alguns contactos têm sido bem sucedidos.

O número de pessoas desaparecidas no ataque a Palma, a 24 de Março, não é de conhecido mas o Comité Internacional da Cruz Vermelha aponta para “mais ou menos 2.600 pessoas que estão sendo procuradas em todo o distrito”.

“Temos mais ou menos 2.600 pessoas que estão sendo procuradas em todo o distrito. Nós já conseguimos restabelecer o contacto de pessoas, temos vários casos de sucesso”, indicou Mariana Alcoforado, delegada de protecção do Comité Internacional da Cruz Vermelha em Pemba, que trabalha na identificação das pessoas desaparecidas.

“É bastante importante lembrar isso às famílias também que não é um resultado sempre imediato. Às vezes nós conseguimos fazer a ligação e restabelecer o contacto no mesmo dia, às vezes isso pode levar meses, até anos, é um processo realmente a longo prazo”, avisou.

Ainda de acordo com o Comité Internacional da Cruz Vermelha, as necessidades humanitárias aumentam, mas o acesso às pessoas que necessitam de ajuda é cada vez mais difícil.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.