- Publicidade-
InicioAngolaPolíticaAngola sem condições para subsídio de desemprego – Economista

Angola sem condições para subsídio de desemprego – Economista

O economista e jornalista angolano Carlos Rosado de Carvalho afirmou, ontem em Luanda, que Angola ainda não tem condições para implementar o subsídio de desemprego devido às realidades económica e financeira, pouco favoráveis actualmente para o efeito.

Segundo o jornalista, que abordava o tema “Liberdade de Imprensa e Jornalismo Económico”, a implementação desse “bónus” no país passa, entre outros factores, pelo aumento da taxa da Segurança Social e consultas académicas com especialistas na matéria.

“Actualmente no país, as entidades empregadoras são descontadas a taxa de 8% da contribuição do valor que pagam. Já aos trabalhadores são taxados três por cento do ordenado “, lembrou Carlos Rosado, adiantando que o ideal era agravar-se esses dois descontos.

Este professor universitário disse estimar-se que 20 por cento da população angolana com idade activa se encontra desempregada, e que os jovens entre os 15 e os 19 anos de idade “são os mais afectados pelo desemprego”, com uma taxa de 46%.

“A situação económica e financeira do país não é a das melhores, porém não se deve descartar a possibilidade de se pensar na criação de um subsídio de desemprego” – salientou durante a sua prelecção, no Centro de Formação da ANGOP.

Na visão deste analista, para o concretizar deste desiderato, as empresas teriam de pagar mais do que 8% e os trabalhadores mais de 3% da contribuição, de modo a assegurar tal subsídio do desemprego.

Carlos Rosado entende que o “subsídio de desemprego seria um dos mecanismos para se reduzir a pobreza, situação de necessidade extrema por que muitas famílias passam” em Angola, numa altura em que há recessão da economia nacional.

A conferência sobre “Liberdade de Imprensa VS Jornalismo Económico” realizou-se no quadro das festividades do dia 3 de Maio, consagrado internacionalmente à Liberdade de Imprensa, e nela participaram entidades governamentais, jornalistas e estudantes.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.