InicioDesportoOutras modalidadesAIDA vai promover surgimento de novos jornalistas

AIDA vai promover surgimento de novos jornalistas

O novo presidente da Associação da Imprensa Desportiva de Angola (AIDA), Luís Caetano, disse que vai trabalhar, nos próximos quatro anos, para promover o surgimento de uma nova vaga de jornalistas de desporto no país.

Segundo Luís Caetano, que tomou posse na noite de sexta-feira, para que essa intenção seja um facto vai apostar na formação e especialização de novos profissionais, comprometidos com os valores da classe.

“Queremos transformar a AIDA mais nacional e mais actuante, com a integração de novos membros e que esteja ao lado desses para responder as preocupações dos jornalistas desportivos angolanos. E não é por acaso que a tomada de posse ocorreu aqui na cidade de Benguela”, disse.

Prometeu ainda criar parcerias com entidades que abraçaram desde a primeira hora o projecto da AIDA, para a melhoria do desempenho dos profissionais e dignificação de todos jornalistas angolanos.

Já o director do Gabinete Provincial do Turismo, Cultura, Juventude e Desportos de Benguela, Cristóvão Cagibanga, disse estar convicto numa mudança para melhor no jornalismo desportivo.

O responsável informou que o governo de Benguela vai continuar a apoiar toda dinâmica que se queira imprimir para o bem do desporto angolano e também dos profissionais desta linha, para que tenham condições necessárias e condignas.

O jornalista da Televisão Pública de Angola (TPA) Luís Caetano foi eleito a 3 de Abril presidente da Associação da Imprensa Desportiva de Angola (AIDA), “batendo” na corrida Honorato Silva, do Jornal de Angola.

Com 89 votos a favor, 75 contra e cinco nulos, Luís Caetano, que encabeçou a lista B, substitui António Ferreira Gonçalves “Aleluia”, que faleceu o ano passado por doença.

As eleições na AIDA realizaram-se 24 anos depois do primeiro pleito que elegeu Manuel Madureira, da Rádio Nacional de Angola, como presidente da instituição.

Criada em 1997 para convergir os jornalistas desportivos angolanos em torno de um mesmo objectivo, o órgão foi liderado por Manuel Madureira (Rádio Nacional de Angola) e António Ferreira (Jornal de Angola).

FonteAngop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.