- Publicidade-
InicioDestaquesCabo Verde: MpD ganha eleições e Ulisses Correia e Silva renova mandato...

Cabo Verde: MpD ganha eleições e Ulisses Correia e Silva renova mandato como primeiro-ministro

Líder do PAICV, na oposição, Janira Hopffer Almeida anuncia que vai pedir demissão do cargo

O Movimento para a Democracia (MpD), no poder em Cabo Verde, venceu as eleições legislativas deste domingo 18, e Ulisses Correia e Silva será reconduzido a um segundo mandato como primeiro-ministro.

Janira Hopfer Almada, líder do PAICV, na oposição, perde a sua segunda eleição e anuncia que vai apresentar a sua demissão.

No momento em que estão apurados os resultados de 97,2 por cento das mesas, faltando apenas os círculos das Américas, Europa e Resto do Mundo, onde os principais partidos conquistam um deputado cada, o MpD deve eleger 38 deputados (49,1 por cento), o PAICV, 30, (38,1) e a UCID, 4 (8,9).

Apesar da vitória por maioria absoluta, o partido liderado por Correia e Silva perdeu um deputado em relação à legislatura anterior, o PAICV ganhou um e a UCID conquistou mais um lugar no Parlamento.

A abstenção, de acordo com dados provisórios, ronda os 42 por cento.

Em termos absolutos, 221.161 pessoas exerceram o seu direito de voto, enquanto 160.174 não votaram e foram registados como nulos 3.019 votos e 2.432 brancos.

Ulisses Correia e Silva, presidente do MpD e primeiro-ministro de Cabo Verde
(DR)

Correia e Silva destaca “justeza” no resultado

Cerca de três horas após o fecho das urnas e minutos depois da confirmação da vitória, o líder do MpD e primeiro-ministro considerou que “foi uma grande vitória, a vitória de Cabo Verde e já estávamos à espera”.

Ante centenas de apoiantes que festejavam a vitória na sede do partido na cidade da Praia, Ulisses Correia e Silva justificou o resultado com a boa campanha feita.

“Porque fizemos uma boa campanha, um bom combate e conseguimos convencer os cabo-verdianos da justeza daquilo que foi o percurso da governação, uma situação muito difícil e da justeza das nossas propostas para o futuro”, sublinhou Correia e Silva quem reiterou a sua promessa de vacinar 70 por cento da população neste ano e, durante o mandato, eliminar a pobreza e retomar o crescimento da economia.

Ele lembrou que o ano foi “muito difícil e de pandemia”, mas o seu Governo conseguiu “dar a volta” com “o bom trabalho” realizado.

A oposição também foi alvo das primeiras palavras do primeiro-ministro, que a chamou de “pouco contributiva” e “negacionista”.

“Fizeram da política uma forma de ataque não ao Governo, mas ao país, com uma política de terra queimada”, afirmou Correia e Silva que pediu “uma oposição forte, responsável e com sentido de Estado”.

Janira Hopffer Almada, presidente do PAICV, Cabo Verde
(DR)

Líder do PAICV demite-se

Antes do discurso da vitória de Correia e Silva, a presidente do PAICV, principal partido da oposição, Janira Hopffer Almada, anunciou que vai apresentar a sua demissão do cargo.

“Para mim a política não pode ser encarada como profissão, nem como uma carreira. Retiro consequências políticas dos resultados das eleições, por isso, nos próximos dias, apresentarei a minha demissão como presidente do PAICV aos órgãos do partido”, afirmou Hopffer Almada quem disse “ respeitar as decisões” do povo.

“O povo é sempre soberano. Escolheram um Governo que não estava a colocar os interesses de Cabo Verde em primeiro lugar, mas mesmo assim temos de respeitar a vontade do povo”, acrescentou, depois de felicitar Ulisses Correia e Silva e desejar “bons tempos” ao país”.

Refira-se que mais três partidos concorreram às eleições, mas PTS,PP e PSD não conseguiram sequer um por cento dos votos.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.