- Publicidade-
InicioMundo LusófonoPortugalSEF: MP deixa cair acusação de homicídio qualificado no caso Ihor

SEF: MP deixa cair acusação de homicídio qualificado no caso Ihor

O Ministério Público (MP) deixou cair, esta segunda-feira, durante as alegações finais do caso Ihor Homeniuk, a acusação de homicídio qualificado dos três inspetores do SEF que terão agredido o cidadão ucraniano, em março de 2020.

Apesar de ter deixado cair a acusação de homicídio qualificado, pela qual os arguidos foram julgados e que tinha como pena máxima 25 anos de cadeia, de acordo com a RTP3, o MP pede prisão de pelo menos 13 anos para Luís Silva e Duarte Laja e mais de oito anos para Bruno Sousa, pelo crime de ofensas corporais graves agravada.

A procuradora responsável pelo caso, Leonor Machado, entende que o grau de culpa dos arguidos é diferenciada, por isso, pede, pelo menos 13 anos de prisão para Duarte Laja e Luís Silva e oito para o inspetor Bruno Sousa.

Recorde-se que as alegadas agressões a Ihor Homeniuk resultaram na morte do cidadão ucraniano, a 12 de março, nas instalações do SEF no aeroporto de Lisboa.

Notícia em actualização…

- Publicidade -
FonteNM
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.