- Publicidade-
InicioAngolaSociedadeDuas pessoas continuam desaparecidas no rio Cutembo

Duas pessoas continuam desaparecidas no rio Cutembo

Duas pessoas continuam desaparecidas, desde a madrugada de quarta-feira, 31 de Março, na sequência do arrasto de uma viatura pela correnteza das águas do rio Cutembo, entre as províncias da Huíla e de Benguela, que deixou um morto. A informação foi prestada está quinta-feira, 01, pelo porta-voz em exercício do Comando Provincial Protecção Civil e Bombeiros, na Huíla.

O agente Bombeiro Nelson Mário informou que o incidente aconteceu na Estrada Nacional 105, na fronteira entre Huíla e Benguela, quando a viatura Toyota, modelo Land Cruiser, matrícula LD-77-76-CD, com cinco ocupantes, foi incapaz de suportar a correnteza.

Nelson Mário explicou que um dos ocupantes, de nome João Paulo, 30 anos, morreu e estão desaparecidas uma senhora, identificada por Hermenegilda, e a filha de um ano. Há ainda o registo de dois sobreviventes.

O porta-voz do Comando de Protecção Civil e Bombeiros disse que as buscas continuam na esperança de resgatar os desaparecidos. Informou que, na operação estão envolvidos, 10 efectivos do Comando Municipal de Quilengues. As buscas decorrem das 6 às 18 horas, devido à fraca iluminação ao longo do rio.

As correntezas do rio Cutembo, cujo caudal está cheio devido às chuvas torrenciais registadas nos últimos dias na região, arrastaram uma outra viatura de marca Fuso, carregada de mercadoria, por quase quatro quilómetros.

As viaturas trafegavam pela passagem alternativa, projectada para facilitar a circulação enquanto decorrem as obras da ponte definitiva. O Jornal de Angola apurou que a circulação foi reposta provisoriamente, mas, se a intensidade da água continuar, pode cortar novamente a passagem.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.