- Publicidade-
InicioAngolaSociedadeApoio dos EUA: Combate à malária em Angola reforçado com 20 milhões...

Apoio dos EUA: Combate à malária em Angola reforçado com 20 milhões de dólares

A embaixadora dos Estados Unidos da América, Nina Fite, informou, ontem, em Luanda, que o seu governo tem disponíveis, para o corrente ano, 20 milhões de dólares para o combate à malária em Angola.

A diplomata fez este anúncio à margem de um fórum sob o lema “A participação da mulher no desenvolvimento de Angola e os desafios face à Covid-19”, que se realizou na Mediateca de Luanda.

Nina Fite referiu que os Estados Unidos, como maior doador no programa de combate à malária em Angola, está a trabalhar com os seus parceiros para, em conjunto, identificarem e realizarem acções nas comunidades.

Segundo a diplomata, o programa está igualmente focado no combate ao VIH/Sida, com realce nas mulheres grávidas, em postos, clínicas e centros de saúde, bem como no sector social, na área da Educação.

Sobre o fórum, organizado pela Mediateca de Luanda e a Embaixada dos EUA, reiterou a importância da mulher na sociedade e explicou que a inclusão feminina, em todos os aspectos da sociedade, torna as economias mais fortes e os países saem sempre a ganhar.

“Precisamos apelar aos homens, particularmente aos que ocupam posições de poder, que assumam a responsabilidade para que todas as mães, filhas, esposas tenham as mesmas oportunidades que lhes foram dadas na realização dos seus objectivos profissionais e pessoais”, aconselhou.

Durante o fórum foram abordados três painéis com os seguintes temas: “A participação da mulher nas políticas de desenvolvimento de Angola, desafios e oportunidades”; “Empreendedorismo feminino em tempo de Covid-19, desafios e oportunidades” e “Desafios das mulheres no ambiente profissional”.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.