- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Desporto Futebol Diogo Dalot é talismã para Rui Jorge na seleção sub-21

Diogo Dalot é talismã para Rui Jorge na seleção sub-21

Diogo Dalot é o único futebolista português ao serviço de Portugal no Campeonato da Europa de sub-21, que tem mais de 10 internacionalizações nessa categoria e ainda não sofreu qualquer derrota. O lateral do AC Milan revela-se, assim, como um verdadeiro talismã para o selecionador Rui Jorge.

Ao fim de duas jornadas e outras tantas vitórias de Portugal na fase de grupos do Euro de sub-21, que se disputa na Hungria e Eslovénia, a seleção nacional já só tem cinco totalistas. São eles o guarda-redes Diogo Costa, bem como a linha defensiva constituída por Thierry Correia, Diogo Queirós, Diogo Leite e Diogo Dalot.

Este último, jogador do Milan por empréstimo do Manchester United, tem jogado fora da posição de raiz. Rui Jorge desviou-o da lateral direita para a esquerda, mas não prescinde dos seus serviços. Compreende-se. Em 11 jogos pelos sub-21 lusos, Dalot soma 10 vitórias e apenas um empate. Trata-se de um registo único no grupo de trabalho português que fará todos os jogos desta fase na Eslovénia.

A cultura de vitória está bem presente nos eleitos de Rui Jorge e, apesar de Dalot reunir o dado mais significativo que comprova isso mesmo, a verdade é que há outros jogadores no lote de convocados lusos em situação idêntica, sendo que alguns deles até somam por vitórias todos os jogos em que participaram pelos sub-21, apesar de terem menos internacionalizações do que o lateral.

Além dos estreantes Tiago Tomás (um jogo e uma vitória) e Francisco Conceição (2/2), há também que referir os registos de Filipe Soares (2/2), João Mário (3/3), Gonçalo Ramos (5/5) e, sobretudo, Pedro Gonçalves (7/7).

É com estas armas que Portugal procura o apuramento para os quartos de final da competição, que tem um formato inédito devido à pandemia da covid-19. A fase de grupos tem vindo a disputar-se desde 24 de março e termina na quarta-feira. Depois, os vencedores e os segundos classificados de cada um dos quatro grupos apuram-se para uma fase a eliminar com oito equipas, a realizar entre 31 de maio e 6 de junho de 2021.

Portugal encerra esta quarta-feira a fase de grupo, contra a Suíça, e encontra-se em situação privilegiada. À equipa de Rui Jorge até uma eventual derrota poderá servir para garantir a presença nos quartos de final. A equipa das quinas venceu a Croácia (1-0) na ronda inaugural do grupo D e, na segunda jornada, triunfou sobre a Inglaterra (2-0).

Em ambos os casos, os golos das vitórias só foram alcançados depois de Francisco Conceição ter saltado do banco. O jogador do F. C. Porto e Tiago Tomás são os mais jovens entre os eleitos por Rui Jorge, ambos com 18 anos.

Recorde-se que apesar de contabilizar dez presenças em fases finais, Portugal nunca venceu um Europeu de sub-21.

- Publicidade -
FonteJN
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.