- Publicidade-
InicioAngolaPolíticaChina prevê um ano económico melhor para Angola

China prevê um ano económico melhor para Angola

O embaixador da China em Angola, Gong Tao, prevê um crescimento económico considerável para o país, este ano, como resultado do ambiente de negócio favorável criado aos investidores.

O diplomata chinês, que falava à imprensa ontem, em Luanda, no final de uma audiência com o Presidente da República, João Lourenço, acredita que esta realidade vai ajudar a atrair mais investimento estrangeiro ao país. “Estou aqui para divulgar os bons resultados, esforços e sucessos das reformas em curso no país”, realçou.

Destacou que o país está a oferecer um ambiente melhor para os empresários chineses nas áreas da Indústria, Agricultura, Comércio, Informática, venda de automóveis, Agro-pecuária e de formação. O embaixador chinês aplaudiu os bons resultados alcançados pelo Governo no combate à corrupção, tendo adiantado que as relações económicas entre os dois países vão ser reforçadas.

O encontro entre o Chefe de Estado e o embaixador chinês serviu, igualmente, para passar em revista as relações bilaterais, entre os dois países, em diversas áreas, com destaque para o combate à Covid-19. Neste particular, Gong Tao lembrou que o seu país doou, na semana passada, um lote da sua vacina a Angola, para ajudar no combate à pandemia. “Esperamos que esta doação ajude o Governo e a população a vencerem a pandemia da Covid-19, inimigo invisível de toda a comunidade internacional”, frisou.

O diplomata considerou a Sinopharm um bem público que está à disposição de todos os países do mundo, sobretudo para os que estão em vias de desenvolvimento, “como é o caso de Angola, um país irmão e parceiro estratégico”. “Nosso desejo é que Angola tenha o acesso facilitado à vacina chinesa, quer por via de doação, quer por aquisição”, destacou.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.