- Publicidade-
InicioMundoÁfricaBombardeamento de base francesa na Costa do Marfim: Início do julgamento

Bombardeamento de base francesa na Costa do Marfim: Início do julgamento

Começou hoje em Paris o julgamento do bombardeamento que matou em 2004 nove soldados franceses em Bouaké, na Costa do Marfim. Um bielorusso e dois marfinenses são julgados à revelia por nunca terem sido detidos, arriscam-se ainda assim a ser condenados a prisão perpétua.

A 6 de Novembro dois caças do exército leal ao poder da Costa do Marfim bombardearam em Bouaké um campo militar francês.

O exército marfinense procurava retomar o controlo do norte aos rebeldes, enquanto a França tentava estabelecer uma zona tampão por forma a evitar uma guerra civil.

O ataque mata nove soldados franceses e um civil americano, fazendo cerca de quarenta feridos.

No mesmo dia a França retaliou e destruíu o conjunto da aviação militar marfinense.

Até hoje não se sabe exactamente quem mandou efectuar a operação.

Edwige Laliche é a mãe de um dos soldados que morreram no bombardeamento.

“Espero deste julgamento que ele permita esclarecer o que aconteceu mesmo.

Sobretudo, e antes de mais, que se perceba quem mandou perpetrar estes assassínios, estes bombardeamentos!

Para beneficiar quem, com que interesse?”

Por seu lado um dos feridos, Thierry Jardry, denuncia o facto de estarem ausentes os principais visados, com muitas dúvidas sobre quem terá permitido que os autores do bombardeamento conseguissem fugir.

“Os bancos vão estar é vazios! Vamos estar a falar ali para o ar… Isso é que me aborrece!”

Uma reportagem de Pierre Firtion, o julgamento deve durar até 16 de Abril, na presença de muitos militares e inclusive ex ministros franceses.

- Publicidade -
FonteRFI
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.