- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Praga de gafanhotos assola Calai

Praga de gafanhotos assola Calai

Uma praga de gafanhotos atacou, na semana passada, culturas de milho, massango e massambala de famílias camponesas, na comuna do Mavengue, município do Calai, província do Cuando Cubango.

Segundo um comunicado de imprensa do Governo Provincial que a Angop teve acesso , o facto compromete a presente campanha agrícola, por ser a sétima vez desde o início deste mês de Março que este fenómeno se regista na província.

As famílias camponesas da comuna do Mavengue, onde foram afectadas 27 lavras, encontram-se em desespero e já lançaram o grito de socorro para intervenção pontual das autoridades governamentais.

De acordo com a nota, os gafanhotos, provenientes da orla Cuito, voltaram a arrasar os campos agrícolas na comuna, uma vez mais com enormes danos nas culturas. Os danos, que estão sendo apurados, terão uma grande influência nas contas finais da colheita preconizada pelo governo do Cuando Cubango, que globalmente seria de 174 mil toneladas de produtos diversos.

Os municípios do Calai, Mavinga, Rivungo e Dirico há mais de seis meses têm sido assolados com frequência pelas pragas de gafanhotos, uma situação que é do domínio do ministério de tutela, numa altura em que são necessários meios aéreos para a solução definitiva da situação.

As autoridades provinciais receiam que o movimento dos insectos atinja também, nos próximos tempos, o município do Cuangar, uma vez que são provenientes das vizinhas repúblicas da Zâmbia e da Namíbia.

Para além deste fenómeno , o Calai tem sido afectado por inundações desde Janeiro deste ano, sendo as culturas de milho, massango e hortaliças foram as mais prejudicadas. No Calai, mais de dois mil hectares estão disponíveis para a presente campanha agrícola, com o envolvimento de mais de 125 famílias camponesas que beneficiaram de sementes agrícolas.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.