- Publicidade-
InicioEconomiaArranca exploração de ouro em Cabinda

Arranca exploração de ouro em Cabinda

Os municípios de Belize e de Buco-Zau iniciam, em Outubro, a exploração de ouro, depois da conclusão dos trabalhos de prospecção, que ditaram a existência do mineiro nas duas localidades.

Segundo apurou o Jornal de Angola, as explorações de ouro vão acontecer nas aldeias do Penicacata (Buco-Zau) e do Quindamba (Belize), duas localidades da província de Cabinda, com fortes indícios de existência de “enormes ” quantidades do mineiro.

A exploração na aldeia do Penicacata, junto ao rio Luetchi, estará a cargo da sociedade Mineira Buco-Zau, que detém uma área de prospecção de 331,75 quilómetros quadrados, enquanto a exploração na aldeia do Quindamba, junto ao rio Vutu, é operada pela Mineradora Lufo, numa área de exploração de 375 quilómetros quadrados.

O director de produção da sociedade Mineira Lufo, João Pinho, confirmou que, até Outubro do ano em curso, a exploração de ouro no município de Belize vai ser um facto.
“Iniciamos os nossos trabalhos em 2017, quando realizamos estudos de poços exploratórios para prospecção, numa área de cinco quilómetros quadrados, o que permitiu-nos atingir os estágios de exploração”, disse, afirmando que, a Mineradora Lufo, saiu da fase de prospecção e está a preparar a etapa de exploração de ouro, com uma planta instalada de 50 toneladas por hora.

Salientou que durante a fase de pesquisa de poços exploratórios, a Mineradora Lufo acautelou a questão ambiental, com vista a salvaguardar a vida das populações que vivem na aldeia do Kindamba.

“Uma empresa mineira que quer manter-se no ramo, deve preservar o meio ambiente para poder evoluir. A Mineradora Lufo está focada apenas nas áreas indicadas para a exploração e não o faz de forma aleatória, ou seja, abrindo somente buracos, como se constata em várias zonas de exploração mineira.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.