- Publicidade-
InicioAngolaPolíticaAntigo assessor de Jonas Savimbi suja imagem de Adalberto Costa na imprensa...

Antigo assessor de Jonas Savimbi suja imagem de Adalberto Costa na imprensa pública

Rui Galhardo Silva, de 62 anos de idade, antigo assessor de Jonas Savimbi, militante do ‘galo negro’, há mais de 40 anos, acusa Adalberto da Costa Junior de ser um “moralista sem moral” e de estar a “conduzir a UNITA para o abismo”.

Paulo Falando em conferência de imprensa numa das unidades hoteleiras de Luanda, nesta quinta-feira, 18, disse ter sido humilhado no dia 13, na província do Uíge, onde pretendia participar nas festividades do 55° aniversário do maior partido na oposição.

Galhardo deixou claro que a troca de mimos com Adalberto arrasta-se desde 1995, devido a “postura musculada do actual líder dos ‘maninhos’.

O caso do Uíge foi apenas o transbordar do copo. Para ele, “a UNITA tem um mau presidente; tem muitos passivos; está envolvido em grandes escandâlos financeiros por ter negócios com a maior parte dos marimbondos”.

Silva, visivelmente agastado, revela que o líder dos maninhos, demostra ter atitudes discriminatórias e de estar a criar alas no seio do partido. “Ele me impediu de participar na festa do partido”, lamentou, frisando que aquilo aconteceu num recinto aberto. “Tenho, como qualquer outro militante, o direito de fazer parte da festa”, reclamou, para depois afirmar que com esta atitude, ” Adalberto está a levar o partido ao abismo”.

RUI SILVA NEGA TER LEVADO ARMAS

De acordo com Rui Silva, na data dos factos, recebeu uma chamada do General Apolo, a lhe impedir de seguir viagem, para a província do Uíge, para o desagrado e estranheza de Galhardo. Entretanto, Adalberto da Costa Júnior, disse recentemente em entrevista que concedeu à rádio MFM, que o impedimento posto ao militante Rui Silva deveu-se ao facto do mesmo ter levado, na sua viatura, duas armas de fogo, para sua suposta legítima defesa, antes, durante e depois da festa na província do “bago vermelho”.

“Isto deve ser um filme de ficção; é uma mera brincadeira, e ficou provado, mais uma vez, que o Adalberto é um mentiroso compulsivo”, ironiza.

“A festa é dos militantes e não do presidente”, continuou o militante para depois garantir que, “se o povo do Uíge não fosse pacífico, teria morrido a pedradas e pauladas”.

Rui Silva garante que se Adalberto da Costa Júnior não pedir desculpas públicas, vai continuar a lhe rebater. “Conheço-o da ponta do cabelo aos pés, desde 1987; se não pedir desculpas públicas, vou continuar a jogar o seu nome na lama”, garante. Entretanto, Silva confessa não ter medo da morte, depois destas revelações bombásticas. Até ao momento, não foi possível ter a reacção da direcção da UNITA.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.