- Publicidade-
InicioEm FocoJornalista angolana recebe 'Hard Pass' do Gabinete de Imprensa da Casa Branca...

Jornalista angolana recebe ‘Hard Pass’ do Gabinete de Imprensa da Casa Branca nos EUA

A jornalista angolana Hariana Verás e a sua equipa, composta por mais dois angolanos, receberam ontem, do Gabinete de Imprensa da Casa Branca, os ‘Hard Pass’, que são passes de imprensa definitivos que permite um maior acesso à Casa Branca.

Durante três anos, a equipa de angolanos, liderada pela jornalista Hariana Verás, passou por um período de avaliação pelo gabinete de imprensa da Casa Branca, que culminou com uma segunda avaliação dos Serviços Secretos americanos, os quais, esta semana, determinaram que a jornalista e a sua equipa se qualificam para a obtenção dos ‘Hard Pass’.
“Para nós é um voto de confiança que nos foi dado e ao mesmo tempo um reconhecimento do nosso profissionalismo nos últimos três anos”.

Um ‘Hard Pass’ permite ao jornalista acreditado na Casa Branca ter um maior acesso à casa mais controlada do mundo sem a companhia de um escolta. O ‘Hard Pass’ funciona como uma chave de acesso directo à Casa Branca, a qualquer dia e hora, e permite ao jornalista o acesso à área reservada para a imprensa e uma livre circulação dentro da Casa Branca sem ser acompanhado por um escolta.

É de realçar que a equipa de angolanos acreditados na Casa Branca é a  única jornalista africana neste momento com este privilégio e que também tem acesso directo ao Pentágono e ao Senado americano.
Para a jornalista angolana, estes acessos trazem consigo uma grande responsabilidade e exigirá que a equipa trabalhe de forma mais comprometida para levar a informação sobre decisões da Administração Americana aos africanos, em primeira mão.

“Nos últimos três anos temos sido a voz dos africanos na Casa Branca, no Senado e no Pentágono. Temos feito de tudo para levar as preocupações e os assuntos que inquietam os países africanos ao mais alto nível da Administração Americana. Há três anos que estamos na Casa Branca, temos sido os únicos a questionar a Administração americana sobre assuntos de interesse para os africanos. Queremos que mais jornalistas africanos tenham este acesso e vamos trabalhar para que isso aconteça.

Esta nova Administração tem mostrado mais flexibilidade  em trabalhar com os jornalistas e isso  vai, certamente, permitir-nos fazer um melhor trabalho.” Acrescentou a jornalista, que, neste momento, é a correspondente permanente para órgãos de vários países africanos e da rádio Francesa RFI, na Casa Branca.
Recentemente, Hariana Verás foi, igualmente, aceite como membro de uma das mais  prestigiadas associações de jornalistas americanos – a Associação dos Correspondentes da Casa Branca.”

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.