- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
InicioAngolaPolíticaDelegação angolana na reunião da ONU sobre estatuto da mulher

Delegação angolana na reunião da ONU sobre estatuto da mulher

Angola participa, de 15 a 26 deste mês, na 65ª Sessão da Comissão das Nações Unidas sobre o Estatuto da Mulher (CSW65), a decorrer em videoconferência, a partir da sede da ONU, em Nova Iorque.

Segundo o Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (MASFAMU), em nota enviada hoje à ANGOP, Angola fará uma abordagem sobre boas práticas para o alcance da participação plena e efectiva na tomada de decisão e na vida pública.

O segmento técnico contará com cinco diálogos interactivos virtuais, em que prelectores e especialistas de vários sectores da sociedade civil trocarão experiências nacionais sobre as políticas, acções e medidas implementadas sobre os temas ligados à eliminação da violência contra as mulheres na vida pública.

A construção de alianças para a participação plena e efectiva das mulheres na vida pública, a participação e liderança das mulheres no plano e estratégia de resposta e recuperação dos efeitos da Covid-19 e o empoderamento das mulheres para o desenvolvimento sustentável são igualmente temas a debater neste segmento.

Está igualmente previsto um debate interactivo sobre o acompanhamento da implementação das recomendações emanadas da 4ª Conferência Mundial sobre as Mulheres e a 23ª sessão especial da Assembleia Geral, intitulada “Mulheres 2000 sobre igualdade de género, desenvolvimento e paz para o século XXI”.

A sessão de Alto Nível Ministerial da CSW quer reafirmar o compromisso e engajamento político dos Estados membros para com a concretização da igualdade do género e do empoderamento das mulheres, direitos humanos, bem como trocar experiências sobre as lições aprendidas e as boas práticas em relação aos temas e à implementação da Declaração e Plataforma de Acção de Beijing

Angola participaa com uma delegação chefiada pela ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Alves, integrada por pontos focais dos diversos Departamentos ministeriais, organizações da sociedade civil e igrejas.

- Publicidade -
FonteAngop
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.