Radio Calema
InícioAngolaSociedadeEmpresários doam mais de 100 toneladas de bens às vítimas da seca

Empresários doam mais de 100 toneladas de bens às vítimas da seca

Cento e quarenta toneladas de produtos diversos foram entregues por empresários da província de Benguela ao Grupo Técnico, para apoiar as vítimas da seca no sul do país, apurou nesta sexta-feira, a ANGOP.

Trata-se de 60 toneladas de sal para alimentação humana e para o gado, doados pelo Grupo Adérito Areias, 70 toneladas de farelo de trigo e de milho da Leonor Carrinho e 10 toneladas de peixe congelado da pescaria Nguanda.

Falando no acto de entrega oficial dos produtos, Tânia Areias, representante da Aliança Empresarial em Benguela, enfatizou que os angolanos são solidários por natureza, daí o gesto do empresariado nacional.

“Em momentos difíceis, ao angolanos não poupam esforços para acudir os concidadãos que estão a enfrentar uma situação difícil devido a estiagem no sul do país”, acrescentou.

Segundo a responsável, os produtos a serem distribuídos nas três províncias mais a sul de Angola, Cunene, Huíla e Namibe, servem apenas para minimizar o sofrimento daquelas pessoas e lançou um apelo à solidariedade de outros empresários e população.

Os camiões com os referidos produtos já rumaram para a província da Huila.

FonteAngop

Siga-nos

0FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. Bom dia!!
    Irmão Angolano o gesto é bom, mas a melhor coisa não é doar alimentos!!!
    O melhor gesto é ir lá acabar com a seca desfiando os rios até as localidades onde tem a seca e com isto eles próprio vão cultivar as suas comidas e cuidar bem dos seus gados por favor velam por isso, porque esta mesma comida não vai chegar pra todos…
    Será refeições pra um mês e depois dali como eles ficam vão ir doar mas comida ou não??? Então tem que fazer é desfiando os rios ate as comunidades mas afectadas isto é o que eu peço que fazem….

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.