- Publicidade-
InicioEconomiaEmpresa de direito angolano investe 20 milhões de dólares na construção de...

Empresa de direito angolano investe 20 milhões de dólares na construção de contadores de água e energia

Vinte milhões de dólares é valor que será investido pela empresa de direito angolano Hengye Electronics, na construção de contadores monofásicos e trifásicos de electricidade e de água no país.

O início da construção deverá acontecer entre os meses de Abril e Junho deste ano, e a meta é de atingir, numa primeira fase, uma produção anual estimada em 319 mil contadores monofásicos e 19 mil trifásicos de electricidade e 200 mil contadores de água.

O lançamento da primeira pedra para a construção da fábrica aconteceu em Outubro de 2020, Zona Económica Especial (ZEE) Luanda-Bengo, município de Viana, em Luanda.

Segundo o Presidente do Conselho de Administração da empresa, Frederico Makilanda, em declarações hoje (terça-feira) à Angop, além da criação de 350 empregos directos e 150 indirectos, a fábrica será uma mais-valia, na redução dos custos associados à importação destes equipamentos pelas empresas públicas do ramo.

Adiantou que o projecto prevê contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos angolanos, principalmente pelas vantagens do sistema pré-pago, que permite aos clientes um consumo de energia com total controlo sobre os seus custos.

Informou que os contadores de energia têm um sistema de protecção de detecção de fraude, ou seja, se alguém tentar violar o contador ele bloqueia automaticamente, só em seguida havendo o desbloqueio de um agente devidamente autorizado.

Os contadores trifásicos têm um sistema de equilíbrio, ou seja, a ausência de uma ou duas das fases na rede pública o contador funciona normalmente sem criar interferência no consumidor.

Quanto aos contadores de água, estão programados com redução das dificuldades na cobrança do consumo, com uma leitura mais realista – por exemplo, os contadores de água, ao contrário dos que existem actualmente no mercado, são de leitura magnética, o que significa que os mesmos só fazem a leitura a partir do momento em que circula a água, enquanto que os outros, mesmo quando houver corte de água, se houver sucção de ar na tubagem os mesmos fazem a contagem, o que tem originado muitas controvérsias entre os consumidores e a empresa distribuidora.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.