- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
InicioEconomiaPR aprova garantia soberana de 56,9 milhões de euros para cobrir empréstimo...

PR aprova garantia soberana de 56,9 milhões de euros para cobrir empréstimo do grupo Carrinho, SA

O Presidente da República aprovou a concessão de uma garantia soberana de 56,9 milhões de euros para cobrir um acordo individual de financiamento a favor da empresa Carrinho Empreendimentos, SA, sedeada em Benguela.

O acordo, que vai ser assinado entre o Banco de Desenvolvimento de Angola, o Deutsche Bank e a Agência de Crédito à Exportação SACE, servirá para a   do contrato de importação de bens e equipamentos do projecto da fábrica de produção de óleo alimentar e farinha de soja, na província de Benguela, pertencente ao grupo Carrinho, SA.

O despacho presidencial que aprova a garantia do Estado a esta operação de financiamento recorre a um anterior documento datado de 9 de Abril de 2019 (DP 52-A/19), em que foi aprovada a minuta de acordo-quadro de financiamento com o Deutsche Bank, para a abertura de uma linha de crédito de mil milhões de euros para o financiamento de projectos privados nos sectores da agricultura, indústria, agro-pecuária e pescas, para justificar a a necessidade de conceder uma garantia do Estado às operações de financiamento para os projectos industriais.

A ministra das Finanças é autorizada a emitir as cartas de garantias a favor dos acordos individuais de financiamento, define o despacho presidencial, que determina que a sociedade comercial Carrinho Empreendimentos, SA deve pagar uma taxa de garantia correspondente a 1,5% do valor de cada financiamento.

A Angop noticiou, na altura, que o complexo, um investimento de cerca de USD 600 milhões, integra 17 fábricas, 15 das quais voltadas para a produção de bens alimentares e duas de bens não alimentares.

 

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.