- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
InicioAngolaSociedadeMercado paralelo em Luanda não pára de surpreender: Empréstimos com juros

Mercado paralelo em Luanda não pára de surpreender: Empréstimos com juros

Para atender a demanda de moeda, o mercado paralelo em Luanda tem praticado um modelo que atrai clientela. Estamos a falar dos empréstimos com juros, que estão a resolver o problema da liquidez em muitos lares angolanos.

A técnica é simples e consiste em encontrar alguém com capacidade de atender em 30 dias, o capital cedido, a uma taxa de juro de 50%. Para pequenas e médias quantias que rondam os 10 mil aos 150 mil kwanzas, o prestamista não se opõe à oferta de capital no curto prazo, de 30 dias, mediante a assinatura de um termo de compromisso.

Em boa parte dos quintais de Luanda está a ganhar forma este tipo de transacção de moeda nacional, que põe os bancos comerciais a perderem a oportunidade do aumento dos seus fluxos de caixa, no domínio do microcrédito.

O processo é prático e só peca pelos juros de 50% de taxa de retorno. Face à relutância, morosidade, desconfiança dos bancos comerciais na cedência e implementação do microcrédito, até para aquisição de electrodomésticos,  e outros bens de consumo, como medicamentos, bens alimentares pelas famílias, o mercado paralelo reagiu com este novo serviço. Inovador e prático.

Há problemas de confiança neste negócio de risco que o tempo se vai encarregar de resolver, mas a verdade é que, face à crise do momento do país, as famílias reúnem-se em torno desta facilidade, que cada vez mais atrai as atenções dos necessitados, que evitam as enormes filas à porta dos bancos até para levantar dinheiro nos terminais Multicaixa.

O negócio já remonta a algum tempo e funcionou também em divisas, até o Banco Nacional de Angola impôr regras ao negócio, que levava os bancos comerciais a actuarem no mercado paralelo, com injecção de divisas, aos fins de semana.

Em breve vamos contar interessantes experiências desta nova forma popular de resolver problemas existenciais, com recurso ao kilápi com juros.  Angola em movimento!

 

- Publicidade -
FontePA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.