- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Crónicas e Artigos O que é educação sustentável em África?

O que é educação sustentável em África?

Quando temos um filho ou uma filha queremos dar o melhor do que temos para a criança: o melhor brinquedo, a melhor roupa, a melhor casa, e assim por diante. Quando a criança entra em idade escolar procuramos pela melhor escola, porque queremos que ela tenha um futuro promissor. Mas será que as escolas e as universidades estão realmente preparando o jovem angolano para o mercado de trabalho?

Em entrevista à Voz da América, Armando Mualumene, fundador e gestor do Ideas Lab, um laboratório que faz parte do Centro de Inovação e Aceleração da Universidade Estatal de Tecnologia do Texas, em Lubbock falou sobre educação sustentável em África.

Mualumene disse que perguntou aos diretores de colégios e reitores de universidade em Angola se eles estão a preparar os estudantes para o mercado de trabalho. Todos responderam que sim.

No entanto, quando o fundador do Ideas Lab perguntou aos gestores de recursos humanos de empresas privadas e públicas se os estudantes que concluem o ensino médio técnico e universitário estavam prontos para começar, ouviu respostas diferentes.

Projecto de Apoio, Mentoria e Enquadramento Profissional.
(DR)

Das 50 empresas que ele contactou, apenas 21 delas disseram que os estudantes estavam preparados para a posição de terceira classe (classe inicial). “Conseguimos ver que há uma discrepância muito grande,” sublinhou o gestor do Ideas Lab.

Mualumene então quis saber quais as habilidades as empresas achavam que faltavam aos jovens recém-formados. E a resposta foi: capacidade de comunicação e de solução de problemas, trabalhar em equipa, falar em público. Quer dizer, habilidades fáceis de serem ensinadas, acrescentou o gestor do Ideas Lab.

“Se é assim por que as escolas não estão a preparar as pessoas com essas habilidades?”

Mualumene vê o alto nível de desemprego entre os jovens formados em Angola como um sintoma. “O verdadeiro problema é que as pessoas não estão a ser preparadas com as habilidades e técnicas para o mundo real”.

Disrupttion Engineering Magazine – Jovens que foram mentorados e lançaram o seu projecto.
(DR)

E acrescentou: “os soft skills não só preparam a pessoa para avançar na carreira, mas também ajudam a pessoa a ter qualidade de vida”.

Para fazer parte da mudança que quer ver em Angola, Armando Mualumene lançou em novembro do passado em Luanda, junto com o Ideas Lab, o PAMEP (Projeto de Apoio, Mentoria e Enquadramento Profissional). “O ponto principal consiste em apoiar jovens e apresentar mentoria funcional”.

Segundo Mualumene, seis pessoas já foram escolhidas para fazer parte do projeto, incluindo o grupo de jovens da “Disrupttion Engineering Magazine”. A revista foi lançada no ano passado como resultado da mentoria do Ideas Lab.

Para 2021, o gestor do Ideas Lab explicou que quer avançar com o PAMEP e continuar a promover e alavancar ideias com modelos funcionais de empresas e start-ups.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.